Aguarde por gentileza.
Isso pode levar alguns minutos...

 

Momento dramático na Ópera de Roma

Enviado por Gilberto Godoy

   No dia 12 de março de 2011, a Itália festejava os 150 anos da sua unificação, ocasião em que a Ópera de Roma apresentou a ópera  Nabuco de Verdi, símbolo da unificação do país, que invoca a escravidão dos Judeus na Babilónia, uma obra não só musical mas, também, política à época em que a Itália estava sujeita ao império dos Habsburgos (1840).

   Sylvio Berlusconi assistia, pessoalmente, à  apresentação, que era dirigida pelo maestro Ricardo  Mutti. Antes da apresentação o prefeito de Roma, Gianni  Alemanno - ex-ministro do governo Berlusconi, discursou, protestando contra os  cortes nas verbas da cultura, o que contribuiu para politizar o  evento. 

   Como Mutti  declararia à TIME, houve, logo de início, uma ovação incomum, clima que se transformou numa atmosfera de tensão quando se iniciaram os acordes do coral «Va  pensiero» o famoso hino contra a dominação.

   Há situações que não se podem descrever, mas  apenas sentir; o silêncio absoluto do público, na expectativa do hino; clima que se transforma em fervor aos primeiros acordes do mesmo; a reação visceral do  público quando o coro entoa - 'Ó minha pátria, tão bela e  perdida'.

    Ao terminar o hino os aplausos da platéia  interrompem a ópera e o público manifestou-se com gritos de «bis», « viva  Itália», «viva Verdi». Das galerias são lançados papéis com mensagens  políticas.  

   Não sendo usual bisar durante uma ópera, e  embora Mutti já o tenha feito uma vez em 1986, no teatro La Scala de Milão, o  maestro hesitou pois, como ele depois disse: «não cabia um simples bis; havia de ter um propósito particular».

   Dado que o público já havia revelado o seu  sentimento patriótico, o maestro voltou-se no púlpito e encarou o público e o  próprio Berlusconi.
Fazendo-se silêncio, pronunciou-se da seguinte forma, e reagindo a um grito de «longa vida à Itália», disse  RICCARDO MUTTI:

   «........Sim, longa vida à Itália mas ... [aplausos]. Já não tenho 30 anos e já vivi a minha vida, mas como um italiano que percorreu o mundo, tenho muita mágoa do que se passa no meu país. Portanto aquiesço ao vosso pedido de bis para o Va Pensiero. Isto não se deve apenas à alegria patriótica que senti em todos, mas porque nesta noite, enquanto eu dirigia o coro que cantava 'Ó meu pais, belo e perdido', eu pensava que, a continuarmos assim, mataremos a cultura sobre a qual assenta a história  da Itália. Neste caso, a nossa pátria, será verdadeiramente 'bela e perdida.
(aplausos retumbantes, incluindo os dos artistas em palco)

   Reina aqui um 'clima italiano'; eu, Mutti, falei para surdos durante longos anos, gostaria agora.... nós deveríamos dar sentido à este canto; como estamos em nossa casa, o teatro da capital, e com um coro que cantou magnificamente, e que é magnificamente acompanhado, se for de vosso agrado, proponho que todos se juntem a nós para  cantarmos juntos.... "A tempo"...» Foi assim que Mutti convidou o público a cantar  o Coro dos Escravos.

   O público levantou-se. Toda a ópera de Roma se levantou... O coro também se levantou. Foi um momento magnífico na ópera! Vê-se, também, o pranto  dos artistas. Aquela noite não foi apenas uma apresentação do  Nabuco mas, sobretudo, uma declaração do teatro da capital dirigida aos  políticos. Momento sublime! Vale a pena assistir.

Comentários

Comente aqui este post!
Clique aqui!

 

Também recomendo

  •    "O Banqueiro", poema de Craig-James Moncur, dito por Mike Daviot. O filme foi escrito, realizado e produzido por Craig-James Moncur.

         Fonte: https://www.youtube.com/channel/UCPum...


  •    Durante uma conferência de ciência, uma pergunta é feita por Lawrence Summers, um dos convidados e ex-presidente da Universidade de Harvard, sugere que diferenças genéticas explicariam o fato e existir poucas mulheres no campo da ciência. A resposta dada por Neil deGrasse Tyson, que é um cientista negro e famoso, é excelente. Confira.


  •      "Quando você perceber que, para produzir, precisa obter da autorização de quem não produz nada; quando comprovar que o dinheiro flui para quem negocia não com bens, mas com favores; quando perceber que muitos ficam ricos pelo suborno e por influência, mais que pelo trabalho, e que...   (continua)


  •    Em 1974, durante a Conferência Mundial sobre Alimentação, as Nações Unidas estabeleceram que “todo homem, mulher, criança, tem o direito inalienável de ser livre da fome e da desnutrição...”. Portanto, a comunidade internacional deveria ter como maior objetivo a segurança alimentar, isto é, “o acesso, sempre, por parte de todos, a alimento suficiente para uma vida sadia e ativa”.   (continua)


  •      A tecnologia deve trabalhar para gente, estar lá quando você precisar dela... Uma equipe do Google começou um projeto para construir este tipo de tecnologia, que ajuda você a explorar e compartilhar o seu mundo, de forma útil. Será?!


  •       Waldez Ludwig é psicólogo, consultor em gestão empresarial e palestrante brasileiro. Formado em psicologia pela Universidade de Brasília e em artes cénicas pela Fundação Brasileira de Teatro. Trabalhou como analista de sistemas durante vinte anos para órgãos e empresas públicas e privadas e é especialista em informática educativa. Foi um dos comentaristas do programa Conta Corrente, veiculado na emissora Globo News.   (continua)


  •    Entrevista concedida por João Cláudio Todorov para Carlos Muller, da Associação Nacional de Jornais, motivada pelas manifestações de rua de 2013, publicada no jornal da ANJ em agosto do mesmo ano. (Título original: 'Sobre economia comportamental, internet, redes e movimentos sociais'). 1. A surpresa geral nos diz muito do estado das ciências humanas, especialistas em analisar o que se vê pelo...   (continua)


  •    Alguns economistas do desenvolvimento econômico sustentável, entre eles Ladislau Dowbor, no Brasil, vêm escrevendo há algum tempo sobre a necessidade de se implantar um novo indicador de riquezas, em substituição ao PIB, que, na atual conjuntura global...   (continua)


Copyright 2011-2018
Todos os direitos reservados

Até o momento,  1 visitas.
Desenvolvimento: Criação de Sites em Brasília