Aguarde por gentileza.
Isso pode levar alguns minutos...

 

O primeiro contato

Enviado por Gilberto Godoy

      Imagens de 1976 que mostram o primeiro contato de um homem branco com uma tribo da Papúa Nova Guiné. A tribo chama-se Toulambi e as reações ao ver um homem branco são emocionantes. Coloquem-se na situação deles, pensando como seria ver algo totalmente diferente, mas igualzinho a você, pela primeira vez na vida. Eles passam a mão, sentem os músculos dele pra acreditar que é um homem igual a eles por baixo daquela pele branca. Depois a reação mais engraçada é ao serem apresentados a um espelho.

 

Comentários

Comente aqui este post!
Clique aqui!

 

Também recomendo

  •    Ao longo de toda a existência, o homem sempre buscou formas de perpetuar o seu conhecimento e transmiti-lo a gerações futuras. O que seria da história ou do conhecimento se os episódios e vicissitudes da humanidade não estivessem escritos e armazenados em algum lugar? Simplesmente seriam fatos que...   (continua)


  •    Eu sou uma contadora de histórias e gostaria de contar a vocês algumas histórias pessoais sobre o que eu gosto de chamar "o perigo de uma história única". Eu cresci num campus universitário no leste da Nigéria. Minha mãe diz que eu comecei a ler com dois anos, mas eu acho que quatro é provavelmente mais próximo da verdade. Então...   (continua)


  •    O crash da bolsa em 1929, que resultou na Grande Depressão, tornou-se o maior desastre econômico no mundo industrial. Em 1931, as ações valiam apenas 20% do valor nominal de 1929, a produção industrial caiu pela metade, um em cada quatro estava desempregado. Em 1935, metade dos bancos...   (continua)


  •    Ex libris é uma expressão latina que significa literalmente "dos livros", empregada para determinar a propriedade de um livro. Portanto, ex libris é um complemento circunstancial de origem (ex + caso ablativo) que indica que tal livro é "propriedade de" ou "da biblioteca de". A inscrição pode estar...   (continua)


  •    A paixão dos portenhos pela leitura é grande e Jorge Luis Borges, teve um papel mais que especial nesse hábito tão saudável e até um pouco "invejado" por outros países. Segundo dados da Secretaria de Comunicação da Presidência da República, são mais de 3200 livrarias.    (continua)


  •    Arch West, criador do famoso Doritos, faleceu aos 97 anos no final do mês de setembro passado e durante seu enterro, seus entes queridos fizeram um estranho ritual espalhando o conhecido salgadinho, que o tornou famoso e milionário, sobre seu caixão. Mas este não é o único caso curioso em que...   (continua)


  •    Da Agência USP de Notícias
      As manifestações sutis de discriminação racial estão cada vez mais presentes no dia-a-dia da sociedade brasileira. Segundo a psicóloga Sylvia Nunes, que pesquisou sobre o preconceito sutil no Instituto de Psicologia da USP, as pessoas ainda...   (continua)


  •    Uma fantástica recordação da época. Músicas, objetos, propagandas, programas de TV, brinquedos, doces e muito mais. Muito bom rever isto, sobretudo para quem viveu a juventude nesta época. Elicia inúmeras emoções. Confira!  Fonte: Youtube


  •    Para quem gosta de Museus este é um prato cheio. Talvez o site mais completo da net. Vale a pena fazer uma visita virtual. Muselia é um diretório global de museus. Lá você encontra 8000 museus e pode ver seus sites oficiais, horários de visitação e...   (continua)


  •   Uma fantástica recordação dos anos 80. Músicas, desenhos, filmes, seriados, novelas, programas de TV, brinquedos, doces e muito mais. Muito bom, sobretudo pra quem viveu esta década de ouro, relembrar isto tudo.


  •    Cada língua possui expressões próprias que, orgulhosamente, se apresentam como intraduzíveis em outros idiomas, recipientes de práticas culturais, hábitos, costumes perseguidos em anos e anos de história que...   (contnua)


  •    "Mesmo que não possamos adivinhar o tempo que virá, temos ao menos o direito de imaginar o que queremos que seja.  As Nações Unidas tem proclamado extensas listas de Direitos Humanos, mas a imensa maioria da humanidade não tem mais que os direitos de: ver, ouvir, calar.   (continua)

Copyright 2011-2018
Todos os direitos reservados

Até o momento,  1 visitas.
Desenvolvimento: Criação de Sites em Brasília