Aguarde por gentileza.
Isso pode levar alguns minutos...

 
Filtro:
Junho [x]
2012 [x]
  •       Quem venceu a grande discussão econômica dos anos 90?
         Numa ponta, os seguidores do chamado "consenso de Washington" - que dizia que bastaria a um país equilibrar suas contas fiscais (ainda que ao custo de destruir sua infraestrutura e suas políticas sociais), não se importar com os juros e dar plena liberdade aos fluxos de capitais para o desenvolvimento se impor por si só.   (continua)

  •       Hoje conheci de perto a realidade do menino Lucca, de apenas dois anos. Ele nasceu com uma doença rara, que não tem cura, e faz a pele escamar como se fosse peixe. Os pais do menino estão desempregados e pedem ajuda, porque um frasco do remédio usado para o tratamento custa R$ 100 e dura apenas três dias.
          A principal característica da doença é o ressecamento profundo da pele. Placas de células mortas se formam com frequência e quando soltam, causam uma dor muito grande no garoto. Essa doença também provoca rachaduras em todo o corpo do menino, que às vezes não consegue nem ficar em pé.   (continua)

  •      Tem o rei do brega, do pop, do futebol, tem até o rei da coxinha (quem já passou por Gravatá, conhece), mas é para o rei do baião que a gente tira o chapéu esse ano. Luiz Gonzaga, seu Lua, completaria cem anos do seu nascimento justamente no ano que disseram que o mundo iria se acabar.
         - O mundo acabou não, seu moço. A gente é que vai se acabar de dançar no salão!
         Porque, para comemorar o centenário do rei do baião, só mesmo com muita música. Música e estilo, sim senhor, porque o cara se apresentava com gibão de couro, óculos Ray Ban e sanfona, fazendo a linha Elvis Presley tupiniquim.   (continua)

  •  1. Zeus vende o trono para uma multinacional coreana.
     2. Aquiles vai tratar o calcanhar na saúde pública.
     3. Eros e Pan inauguram prostíbulo.
     4. Hércules suspende os 12 trabalhos por falta de pagamento.
     5. Narciso vende espelhos para pagar a dívida do cheque especial.
     6. O Minotauro puxa carroça para ganhar a vida.
     (continua)
     

  •      Um congresso processar e julgar um presidente da República e afastá-lo do cargo por Impeachment em apenas dois dias, isso sem mexer uma vírgula na Constituição, é algo impensável e inaceitável em qualquer nação que queira ser chamada de Democracia. Menos no Paraguai, onde ocorreu o fato! Só mesmo quem não conhece nada de história pode se assustar com o que aconteceu no vizinho e mal-afamado país sul americano!
         O Paraguai esperou 182 anos, após sua independência em 1811, para ter o primeiro presidente eleito pelo voto, fato que veio a acontecer em 1993, com a eleição de Juan Carlos Wasmosy. Até então o país vinha sendo governado por uma sucessão de tiranos e por um único Partido, o Colorado. O último ditador, Alfredo Stroessner, filho de alemães, simpatizante e acolhedor de nazistas, governou o país por 34 anos.  (continua)

  •        Flaming é o ato de publicar mensagens deliberadamente ofensivas e/ou com a intenção de provocar reações hostis dentro do contexto de uma discussão (normalmente na internet). Tais mensagens são chamadas de flames (tradução literal para o português: chama, labareda), e na maioria dos casos são publicadas em respostas a mensagens de conteúdo considerado provocante e/ou ofensivo para aquele que publicou o flame. Praticantes de flaming são chamados de flamers ou trolls.
         Fonte: blog Luis Nassif Online por IV Avatar

  •      No último dia da Rio+20, a Conferência das Nações Unidas sobre Desenvolvimento Sustentável, o secretário-geral da ONU, Ban Ki-moon, pediu a todos os governos que eliminem a fome do mundo. Ele disse que, em um mundo populoso, ninguém deveria passar fome. A fase final da conferência também registrou promessas de diferentes países e empresas em temas como energias limpas.   (continua)

  •      O Superior Tribunal de Justiça determinou que mensagens publicadas em redes sociais, como Orkut e Facebook, que sejam consideradas ofensivas ou impróprias pelos usuários terão de ser retiradas do ar em até 24 horas após serem denunciadas. Empresas responsáveis por serviços de e-mail, como Hotmail e Google, serão obrigadas a fornecer auxílio na localização do remetente de mensagens que causem danos morais. As decisões foram tomadas pela ministra Nancy Andrighi. A primeira, que trata sobre redes sociais, foi provocada por uma carioca que se divorciou. Pouco tempo depois ela descobriu um perfil falso em seu nome no Orkut.   (continua)

  •      A peça Cheiro de Céu, em cartaz no Espaço Parlapatões, em São Paulo, é ótima para ser indicada a pessoas que costumam dizer que não gostam de teatro.
          A peça é uma comédia deliciosa de Mário Viana que, ao propor uma trama clássica, como são as comédias de William Shakespeare, consegue unir modernidade e tradição. Dirigida por Norival Rizzo, conta uma história que se passa em um reino medieval, mas bem revestida por um humor contemporâneo.   (continua)

  •      Os rumos do ensino da comunicação no país. Esse foi o tema do debate ocorrido ontem, em São Paulo, no Barão de Itararé. Promovida pela entidade, além do Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea) e da Socicom, a atividade contou com a participação da pesquisadora Maria Cristina Gobbi, do Ipea, e Altamiro Borges, jornalista e presidente do Barão de Itararé. A jornalista Mirlene Bezerra, também do Ipea, mediou a conversa.   (continua)

  •      Às vésperas do dia do refugiado, celebrado nesta quarta-feira (20/06), o ACNUR (Alto Comissariado das Nações Unidas para Refugiados) divulgou relatório sobre a situação dos refugiados em 2011. O documento revelou que no ano passado o mundo atingiu o maior índice de deslocamentos forçados entre fronteiras internacionais já registrado. Cerca de 800 mil pessoas saíram de seus países em decorrência de conflitos bélicos e crises humanitárias.   (continua)

  •      O motoqueiro David Morales Colon, de 22 anos, foi velado nos dias 26 e 27 de abril de 2010 montado em uma Honda CBR600 F4. O jovem faleceu no dia 22 e quis ser velado com a moto, presente de família.
         David era motoboy, então ninguém se assustou com a pose. "Ele era assim mesmo", "Ficou igualzinho", "Parece que está vivo", diziam algumas pessoas que passaram pelo velório para dar seu último adeus, informou o jornal Primera Hora.   (continua)

  •      O plasma é com frequência chamado o quarto estado da matéria, ao lado dos estados sólido, líquido e gasoso. Ele é criado quando um gás é superaquecido e os elétrons se rompem, deixando partículas eletricamente carregadas.
         Conforme a temperatura aumenta, o movimento dos átomos do gás torna-se cada vez mais enérgico e frequente, provocando choques cada vez mais fortes entre eles. Como resultado destes choques, os elétrons começam a se separar.   (continua)

  •       Francisco Buarque de Hollanda, mais conhecido por Chico Buarque ou Chico Buarque de Hollanda, (Rio de Janeiro, 19 de junho de 1944) é um músico, dramaturgo e escritor brasileiro. É conhecido por ser um dos maiores nomes da MPB. Sua discografia conta com aproximadamente oitenta discos, entre eles discos-solo, em parceira com outros músicos e compactos. É compositor de Construção, considerada uma das melhores músicas brasileiras já feitas.   (continua)

  •     Agradecimentos especiais ao amigo João Carmelino pela sugestão deste post.

        A Carta da Terra é uma declaração de princípios éticos fundamentais para a construção, no século 21, de uma sociedade global justa, sustentável e pacífica. Busca inspirar todos os povos a um novo sentido de interdependência global e responsabilidade compartilhada voltado para o bem-estar de toda a família humana, da grande comunidade da vida e das futuras gerações. É uma visão de esperança e um chamado à ação.   (continua)

  •      O município tem o nome de Alta Floresta. Mas em 2009 entrou na lista das 40 cidades que mais destruíam floresta. Tem seis mil nascentes, mas em 2010 ficou sem água. Foi o fundo do poço para a cidade no norte de Mato Grosso. A partir daí, começou uma luta por mudança de atitude.
         No Diário Oficial da semana passada, Alta Floresta conquistou algo com o qual vinha sonhando: saiu da lista dos 40 municípios que mais desmatam.   (continua)

  •      Renato Meirelles Da Carta Capital

         Em dez anos, algumas mudanças econômicas colocaram o Brasil num patamar evolutivo. Muitos brasileiros, antes considerados de baixa renda, conseguiram acesso ao crédito através de empregos formais que contribuíram para o aumento da renda familiar. Essa rede de mudanças permitiu a este cidadão dar boas vindas a um estilo de vida mais consumista. Os sonhos são hoje possíveis de serem concretizados.   (continua)

  •      Uma pesquisa realizada pelas Universidades de Bristol e Exeter, na Grã-Bretanha, sugere que combinar exercícios com tratamentos convencionais pode não influenciar as chances de melhora da depressão.
         Os pesquisadores britânicos analisaram 361 pacientes. Um grupo recebeu, além dos medicamentos e terapia, ajuda para aumentar as atividades físicas.
         Depois de um ano, todos eles tinham menos sintomas de depressão, mas não havia diferença entre o grupo que praticou exercício e o que não praticou.   (continua)

  •      A partir dos dados de pesquisas empíricas realizadas nos EUA e Noruega sobre usuários do Facebook e redes sociais um grupo de universitários em trabalho final para a disciplina Estudos da Semiótica do curso de Comunicação Social da Universidade Anhembi Morumbi (UAM/São Paulo) chegou à seguinte conclusão: as redes sociais devem ser pensadas a partir de conceitos de vício e fetichismo. A informações levantadas por essas pesquisas mudariam o foco da discussão sobre os gadgets tecnológicos: a questão não é a tradicional oposição entre os mundos real/virtual, mas a relação fetichista e de viciosidade com os gadgets tecnológicos que se inicia na própria sociedade de consumo, além da diluição das fronteiras entre a vida pública e a privada.   (continua)

  •      José Muiños Piñeiro Filho, desembargador do Tribunal de Justiça do Rio de Janeiro e membro da comissão de juristas que reforma o Código Penal, acredita que o Congresso ratificará as modificações propostas, mas alerta que elas não poderão ser usadas de forma retroativa, prejudicando o réu. Deverão valer apenas para os fatos que acontecerem depois de sua aprovação. O procurador Luiz Carlos Gonçalves, relator da comissão, avalia, por sua vez, que o fim do chamado “crime continuado” não será suficiente para acabar com a impunidade, mas que apontará para esse caminho.   (continua)

Copyright 2011-2019
Todos os direitos reservados

Até o momento,  17260820 visitas.
Desenvolvimento: Criação de Sites em Brasília