Aguarde por gentileza.
Isso pode levar alguns minutos...

 
  • Levei quase três anos para pisar pela primeira vez na Biblioteca Nacional da Argentina, em Buenos Aires. Uma injustiça!

    Além de estar em uma região lindíssima, no coração da Recoleta, e de ter uma história interessante - foi dirigida pelo escritor Jorge Luis Borges durante 18 anos e construída onde um dia foi a residência do presidente Juan Domingo Perón e de sua esposa Evita -, possui um acervo de cair o queixo

    São mais de 2 milhões de volumes, entre livros, publicações e manuscritos históricos armazenados em seus imensos porões. Entre eles, uma primeira edição de Don Quixote, a coleção literária pessoal do general Belgrano, uma Bíblia de 1445, mais de 300 mil partituras de musica e uma gigante sala de mapas antigos.

  •    O século XX ficou marcado por inegáveis avanços na construção dos direitos da criança e do adolescente, sendo considerados documentos fundamentais nesta construção: a Declaração dos Direitos da Criança de 1924, que inaugura o discurso da proteção especial a crianças e adolescentes; a Declaração Universal dos Direitos Humanos de 1948; a Declaração Universal dos Direitos da Criança, de 1959 e Convenção Internacional dos Direitos da Criança, de 1989. (continua)

  •      A era da estupidez mostra a que ponto chegou a destruição ambiental no mundo e alerta para a responsabilidade de cada indivíduo em impedir a anunciada catástrofe global. Misturando documentário e ficção, o filme é estrelado pelo ator indicado ao Oscar, Pete Postlethwaite, que interpreta um velho sobrevivente no devastado mundo de 2055. Ao analisar cenas das muitas tragédias ambientais ocorridas no início do século 21, ele se pergunta por que os seres humanos não se salvaram quando ainda tinham a chance. Vale a pena ver.

    Ficção (?) - Direção: Franny Armstrong / 2009
  •       Poesia pra começar!

         Começamos hoje a postar neste novo espaço, o Blog da Casa da Cultura Brasília. Pretendemos tratar aqui de artes, humor, família, música, filmes, livros, curiosidades, natureza, política, Brasília, arquitetura, fotografia, boas memórias, viagens, o amor e a própria vida, e muitas outras coisas. Serão conteúdos que possam ajudar a melhorar a vida e vê-la com um pouco mais de encantamento. Esperamos que gostem e participem!
          Abço a todos, Gilberto Godoy.

    "O mundo meu é pequeno, Senhor.
    Tem um rio e um pouco de árvores.
    Nossa casa foi feita de costas para o rio.
    Formigas recortam roseiras da avó.
    Nos fundos do quintal há um menino e suas latas maravilhosas.
    Todas as coisas deste lugar já estão comprometidas com aves.
    Aqui, se o horizonte enrubesce um pouco,
    os besouros pensam que estão no incêndio.
    Quando o rio está começando um peixe,
    Ele me coisa.
    Ele me rã.
    Ele me árvore.
    De tarde um velho tocará sua flauta para inverter
    os ocasos."

    Mundo pequeno - Manoel de Barros

Copyright 2011-2018
Todos os direitos reservados

Até o momento,  16578851 visitas.
Desenvolvimento: Criação de Sites em Brasília