Aguarde por gentileza.
Isso pode levar alguns minutos...

 

Como era enviar um e-mail em 1984

Enviado por Gilberto Godoy

   No vídeo deste post, os Green, um casal de geeks britânicos dos anos 80, mostram como era "simples" se conectar a Prestel, uma espécie de videotexto interativo britânico, usando seu computador e seu modem e como enviar correios eletrônicos a outros usuários do sistema.

   Outros usos de seu computador era armazenar uma lista do que tinha na geladeira, uma planilha de telefones e endereços, e o processador de textos, ainda que o mais interessante parece mesmo trocar mensagens com outros usuários da Prestel.

   É verdade que em 1984 (logo ali) já existia o e-mail de Internet tal e qual conhecemos, mas seu uso estava fundamentalmente restrito ao âmbito universitário, de modo que o público geralmente usava estes sistemas proprietários que por norma geral formavam uma espécie de ilhas isoladas de onde não era possível enviar mensagens a usuários de outros sistemas.

   Com o tempo a maioria dos sistemas foi implementando passarelas para comunicar com outras plataformas on-line, ainda que ao final seria a natureza aberta da Internet que acabou com esses sistemas proprietários.

   Um detalhe curioso do vídeo é que naquela época não era ainda habitual a existência de computadores nas casas, de modo que ante a pergunta de por que tinham comprado ela responde que estão muito interessados na nova tecnologia e que não querem ficar para trás, pois não acham que seja só para os jovens.

   Outro detalhe muito curioso ao final do clipe é a transmissão de software via áudio... Isso para não falar do uso do telefone de disco para entrar no sistema.

     Fonte: LuisãoCS,  Físico e Engenheiro Eletrônico, via Negócio Digital.

Comentários

Comente aqui este post!
Clique aqui!

 

Também recomendo

  •    Seguramente a maioria responderá com algum site pornô ou algum gigante da rede como Google ou Facebook, mas a resposta real é bem mais arrevesada. Quanta gente há no mundo? 7 bilhões, dos quais quase 1,2 são chineses. Motivo pelo qual parece lógico que seja visitada por pessoas de dita nacionalidade. Então é o Baidu, o grande buscador chinês? Nananinanão... continua frio...   (continua)


  •    É provável que você se lembre desta história: em outubro do 2015 um homem converteu-se durante alguns poucos minutos no dono do domínio mais poderoso do mundo: google.com. Tratava-se de Sanmay Ved, um ex-funcionário precisamente da companhia, que teve a sorte de comprar na plataforma Google Domains, onde o domínio, misteriosamente, estava disponível para ser adquirido pelo ridículo custo de...   (continua)


  •    Uma seleção com os 100 melhores links publicados na coluna Web Stuff, do suplemento Opção Cultural, do Jornal Opção. A lista faz uma espécie de inventário do que teve de melhor na internet nos últimos anos. Os links que compõem a lista contemplam os mais díspares perfis e abrange os mais...   (continua)


  •    A Associação Brasileira de Agências de Comunicação (Abracom) promoveu em agosto de 2012, em São Paulo, em parceria com o Instituto Internacional de Ciências Sociais (IICS), debate com dois estudiosos de comunicação no ramo corporativo com o tema...   (continua)


Copyright 2011-2020
Todos os direitos reservados

Até o momento,  1 visitas.
Desenvolvimento: Criação de Sites em Brasília