Aguarde por gentileza.
Isso pode levar alguns minutos...

 

Somos o que comemos

Enviado por Gilberto Godoy
somos-o-que-comemos

    A partir de agora, a frase "somos aquilo que comemos" adquire uma dimensão absolutamente nova, porque se antes a gente via um tipo obeso comendo um cachorro quente inteiro com apenas uma "bocada" e pensávamos algo pelo estilo, hoje poderíamos dizer que esse homem incorporou informação genética da salsicha em seu organismo. Ou ao menos dos vegetais que poderia ter posto no meio.

    Um estudo da Universidade Nankín descobriu que algumas fibras do ácido ribonucleico (ARN) das verduras conseguem chegar a nossa corrente sanguínea depois que as ingerimos, regulando a expressão dos genes uma vez dentro de nós.

    O micro ARN (ou miARN) são pequenos filamentos do ARN que se acoplam de maneira seletiva para coincidir com sequências do ARN mensageiro, tendo como resultado a repressão daqueles genes. Chen-Yu Zhang e sua equipe acharam sequências de miARN de plantas no tecido de animais que comeram ditas plantas. Em particular, o MIR168a -que é produzido pelo arroz e que é abundante no sangue dos chineses estudados- demonstrou em experimentos que tem a capacidade de alterar a expressão genética em ratos, impedindo a aptidão do fígado de filtrar a lipoproteína LDL, conhecida popularmente como colesterol ruim.

     Em conclusão, esta descoberta revela um mecanismo de interação fisiológica completamente novo, o qual poderia ter aplicações médicas significativas, tanto terapêuticas como para explicar processos pouco entendidos, como a herbologia chinesa.
 
     Seja como for, seu DNA não mente. Pense duas vezes o que irá comer daqui para frente...

     Via http://www.popsci.com/science/article/2011-09/we-incorporate-genetic-information-food-we-eat-says-new-study

Comentários

Comente aqui este post!
Clique aqui!

 

Também recomendo

  •    Durante os meses de inverno, a incidência de gripe e resfriado aumenta de 5 a 7%, segundo o Departamento de Influenza e Virologia Clínica da Sociedade Brasileira de Infectologia. O crescimento se deve, principalmente, ao fato de que as pessoas...   (continua)


  •    Um estudo demonsta que sedentarismo tem causado tantas mortes quanto o tabagismo. A pesquisa, publicada na revista médica Lancet, estima que um terço dos adultos não tem praticado atividades físicas suficientes, o que tem causado 5,3 milhões de mortes por ano em todo o mundo.   (continua)


  •    As pessoas alheias à Doença de Alzheimer não estão muito cientes do problema e a Cut Vídeo decidiu produzir um vídeo que pudesse realmente criar uma consciência forte nas pessoas que o assistissem.   (continua)


  •    Um estudo publicado no ano passado mostrou que uma semana apenas passada dormindo menos de seis horas por noite resultou em modificações em mais de 700 genes. É alarmante. Veja abaixo a verdade assustadora do que pode acontecer com seu corpo quando ...   (continua)


  •    Ao menos desde os anos 90 uma das doenças infantis diagnosticadas com maior frequência é o transtorno de déficit de atenção e hiperatividade (TDAH), um problema psicológico que paralelamente se revelou como um dos principais negócios das grandes farmacêuticas...   (continua)


  •     Tatiana Tavares, especial para o iG São Paulo
       A busca por uma alimentação mais saudável nem sempre é fácil. Além de exigir 'força de vontade' e um tanto de disciplina, mudar hábitos à mesa, em casa e na rua, algumas vezes pode significar um aumento na conta do supermercado ou do restaurante.   (continua)


  •    Wilson Ferreira via cinegnose.blogspot.com
      Neste momento a sociedade reúne todo um arsenal médico-terapêutico-psicológico-farmacêutico para extirpar o mal que atormenta milhares de almas: a melancolia. O professor de literatura inglesa da Wake Forest University Erik Wilson vê na obsessão pela busca da felicidade na atual sociedade de consumo como...   (continua)


  •    Passear no shopping, caminhar na praia ou com o cachorro, andar pela casa... para você, caminhada é tudo igual? Pode até parecer a mesma coisa, mas o resultado é completamente diferente quando se trata de uma caminhada seca gordura. O segredo? "Ela queima gordura e detona muitas calorias precisa por atingir uma faixa de frequência cardíaca...   (continua)


Copyright 2011-2018
Todos os direitos reservados

Até o momento,  1 visitas.
Desenvolvimento: Criação de Sites em Brasília