Aguarde por gentileza.
Isso pode levar alguns minutos...

 

O que significa SSSS no cartão de embarque

Enviado por Gilberto Godoy
o-que-significa-ssss-no-cartao-de-embarque

   O tão “temido” SSSS no cartão de embarque apareceu pra mim quando estava voltando de Punta Cana para Washington DC hoje. Eu já sabia por alto do que se tratava, mas nunca achei que eu teria a experiência de tê-lo no meu cartão de embarque.

   SSSS significa Secondary Security Screening Selection (Seleção de triagem de segurança secundária) e aparece no cartão de embarque dos passageiros que forem selecionados pelo sistema de segurança de voos da TSA  para participar de uma triagem de segurança adicional.

   O que acontece com quem tem SSSS no cartão de embarque

   A primeira coisa estranha foi que eu tentei fazer checkin online, mas não foi permitido e ao chegar no aeroporto, depois de uma bateria adicional de perguntas, que agora faz parte das novas regras de segurança para os Estados Unidos eu cheguei ao balcão de checkin. Tudo ia normalmente até que atendente me disse: você precisa seguir a minha colega. Ela não me devolveu meu passaporte nem me deu meu cartão de embarque.

   Eu tinha comprado comida e tive que jogar tudo fora, porque ela me levou diretamente para passar pela segurança. Até então eu não tinha visto meu cartão de embarque e todo mundo que olhava pelo caminho, me dava aquela olhada de soslaio. Passamos na frente de todo mundo e ela dizia que eu não podia falar com ninguém pelo caminho.

   Além da segurança normal que todo mundo passa, fui para uma outra mesa de segurança adicional onde checaram minha mala, meus eletrônicos, minha bolsa e checaram minha mão e coisas na maquininha para identificar explosivos.

   Só depois disso é que me deram meu passaporte e meu cartão e eu pude ver que além de não terem me dado um assento, as letrinhas estavam lá: SSSS.

   Aí então eu entendi porque toda a comoção e olhares. Depois disso comecei a procurar online e vi que várias pessoas passaram por isso recentemente. Há vários relatos no twitter, fb e blogs e apesar da gente não saber exatamente os motivos, segundo a TSA, “o programa Secure Flight identifica passageiros de baixo e alto risco antes deles chegarem no aeroporto, comparando os nomes com as listas de passageiros que estão na “No Fly List”/Proibidos de voar e na lista de controles de doenças”.

   Esse ano eu já voei mais de 10 vezes para fora do país e inclusive visitei países do Oriente Médio, então fica difícil de entender o motivo de ter acontecido exatamente nessa viagem, mas encontrei algumas razões que podem fazer com que a gente possa ser selecionado:

   Itinerários fora do comum ou passagem compradas em menos de 24 horas

   Passagens apenas de ida para os Estados Unidos (meu caso nesta viagem, já que minha passagem de ida foi de Orlando e pela American Airlines)
Passagens pagas em dinheiro ao invés de cartão de crédito.
Seleção randômica

   Algumas pessoas relataram terem sido alvo da seleção randômica por diversas vezes depois de terem visitado algum país específico como o Brian Kelly do TPG, que levou pelo menos 10 viagens até que o SSSS desaparecesse. O Thiago do Rodei foi contemplado com um alguns meses atrás sem muita explicação. Existe um procedimento para pedir investigação para ser retirado da lista se começar a acontecer frequentemente em DHS(TRIP), mas eu espero que essa tenha sido apenas uma vez.

   Quando cheguei no portão de embarque já tinham meu cartão de embarque preparado com meu assento e marcação adicional nas letras SSSS.

   No fim das contas foram só alguns minutos a mais, bem chatinho de passar pela segurança adicional, mas me deixou tensa de pensar o que podia acontecer na chegada nos Estados Unidos. Felizmente foi tudo tranquilo e agora fica a expectativa do que vai acontecer na na próxima viagem e tenho que lembrar de sempre planejar um tempo maior para fazer checkin e passar pela segurança!

     Fonte: blog Aprendiz de Viajante

Comentários

Comente aqui este post!
Clique aqui!

 

Também recomendo

  •    A praia de Lopes Mendes é um dos paraísos na terra. Localiza-se no lado oceânico da Ilha Grande, no município de Angra dos Reis, estado do Rio de Janeiro, Brasil. Reconhecida por várias revistas de turismo como uma das praias mais lindas do planeta...   (continua)


  •    "Assim, homem-deserto, entendeu, pela primeira vez, que a vida é portal e passagem e, por isso, já passado… Que do passado a saudade nos aferra e aprisiona e o tempo é seu cárcere. Todos os homens do mundo já foram esse homem.” Trecho de 'Diários de amor perdido XIII' - João José de Melo Franco


  •    O ecoturismo no Chile, em um dos destinos mais interessantes do mundo, o Altiplano do Deserto do Atacama, ao norte do Chile. Aventuras guiadas, excursões pelas marcas Incas históricas, avistamento de pássaros, passeios a cavalo, de biciletas, observação do mais belo céu estrelado do planeta etc. Viva São Pedro do Atacama!


  •    Entre Brasília e Goiânia existe a pequena Pirenópolis (ou só “Piri” para os mais íntimos). Com boa comida, pousadas de charme, compras espertas e um patrimônio arrebatador, não há como não deixar de se encantar com essa pequena joia do interior de Goiás.   (continua)


  •    O conceito desse hotel boutique baseia-se essencialmente em oferecer aos hóspedes um atendimento personalizado em um luxuoso cenário. A distinta arquitetura do Marmara Bodrum alia-se à sofisticação formando um refúgio idílico.   (continua)


  •       Em 2013, a 'associação de hotéis de charme', criada na França em 1954, anunciou seus mais novos membros. São seis e, entre eles, o primeiro hotel no Rio de Janeiro com este selo: o Hotel Santa Teresa. A rede Relais & Châteaux tem uma coleção exclusiva com mais de 480 hotéis de charme e restaurantes em 58 países. No Brasil, apenas a Pousada Estrela D’Água, na Bahia, e ... (continua)


  •    A maior caverna do mundo? Sabemos onde fica: no Vietnã. E não, durante a Guerra do Vietnã por lá ninguém se escondeu na Hang Son Doong, pois foi descoberta em 1991 perto da fronteira do Laos, agora no batizado Phong Nha-Kẻ Bàng National Park.   (continua)


  •      'Explora' é um modo de viajar a lugares remotos na América do Sul, baseado na exploração profunda da região e do luxo do essencial. Antigamente os homens viajavam com o objetivo de descobrir, conquistar, colonizar ou comercializar. As viagens eram na sua maioria, uma forma de atingir outros fins, para alcançar objetivos que estão fora do prazer da própria viagem.   (continua)


Copyright 2011-2024
Todos os direitos reservados

Até o momento,  1 visitas.
Desenvolvimento: Criação de Sites em Brasília