Aguarde por gentileza.
Isso pode levar alguns minutos...

 

Amigos - Vinícius de Moraes

Enviado por Gilberto Godoy
amigos---vinicius-de-moraes

 

"Tenho amigos que não sabem o quanto são meus amigos. 
Não percebem o amor que lhes devoto e a absoluta necessidade que tenho 
deles. A amizade é um sentimento mais nobre do que o amor, 
eis que permite que o objeto dela se divida em outros afetos, 
enquanto o amor tem intrínseco o ciúme, que não admite a rivalidade. 
E eu poderia suportar, embora não sem dor, 
que tivessem desaparecidos todos os meus amores, 
mas enlouqueceria se desaparecessem todos os meus amigos! 
Até mesmo aqueles que não percebem o quanto são meus amigos 
e o quanto minha vida depende de suas existências ... 
A alguns deles não procuro, basta-me saber que eles existem. 
Esta mera condição me encoraja a seguir em frente pela vida. 
Mas, porque não os procuro com assiduidade, 
não posso lhes dizer o quanto gosto deles. 
Eles não iriam acreditar. 
Muitos deles estão lendo esta crônica e não sabem 
que estão incluídos na sagrada relação de meus amigos. 
Mas é delicioso que eu saiba e sinta que os adoro, 
embora não declare e não os procure. 
E às vezes, quando os procuro, 
noto que eles não tem noção de como me são necessários, 
de como são indispensáveis ao meu equilíbrio vital, 
porque eles fazem parte do mundo que eu, tremulamente construí, 
e se tornaram alicerces do meu encanto pela vida. 
Se um deles morrer, eu ficarei torto para um lado. 
Se todos eles morrerem, eu desabo! 
Por isso é que, sem que eles saibam, eu rezo pela vida deles. 
E me envergonho, porque essa minha prece é, em síntese, 
dirigida ao meu bem estar. 
Ela é, talvez, fruto do meu egoísmo. 
Por vezes, mergulho em pensamentos sobre alguns deles. 
Quando viajo e fico diante de lugares maravilhosos, 
cai-me alguma lágrima por não estarem junto de mim, 
compartilhando daquele prazer ... 
Se alguma coisa me consome e me envelhece 
é que a roda furiosa da vida não me permite ter sempre ao meu lado, 
morando comigo, andando comigo, falando comigo, vivendo comigo, 
todos os meus amigos, e, principalmente, 
os que só desconfiam ou talvez nunca vão saber que são meus amigos! 
A gente não faz amigos, reconhece-os."

Comentários

Comente aqui este post!
Clique aqui!

 

Também recomendo

  •    Se a história do Dia das Bruxas tem o sentido de espantar os 'demônios', nada melhor do que esta cena da 'Família Adms' ao som de Ramones para faze-lo. A história desta data comemorativa tem mais de 2500 anos. Surgiu entre o povo celta, que acreditava que...   (continua)


  •      "Para ensinarmos um aluno a inventar precisamos mostrar-lhe que ele já possui a capacidade de descobrir" Gaston Bachelard.

         O professor, como os artistas, provoca o amor pelo conhecimento, um amor que já existia em nós, mas estava adormecido. O professor, como os profetas, desencadeia um processo de descoberta pessoal que, por sua vez, ativa nosso poder criador.   (continua)


  •    No especial “Do que a gente vai brincar hoje?”, a Revista Crescer mostra brincadeiras para você se divertir ao lado de crianças de 0 a 8 anos, dentro ou fora de casa. Escolha a brincadeira ideal para fazer com seu filho, afilhado, sobrinho... indicada conforme a idade e também o objetivo. Confira em 'ver mais'



  •    O dia que mudou o rumo da história. Vale a pena ver o vídeo.
     


  •    A Independência do Brasil aconteceu em 1822. E não foi uma separação total, como aconteceu em outros países da América que, ao ficarem independentes, tornaram-se repúblicas governadas por pessoas nascidas no país libertado. O Brasil independente continuou...   (continua)


  •    Tenho muito orgulho e satisfação de ser Psicólogo. Entendo como um privilégio ter podido estudar, me dedicar e aprender sobre o comportamento humano e animal. Hoje, a despeito das inúmeras limitações que nós temos pela frente, me sinto capaz de ver a vida com olhos mais realistas e serenos, o que faz um tremendo bem a alma.   (continua)


  •    Ser psicólogo é uma grande responsabilidade! A palavra, o olhar, as expressões, as emoções, as contingências sociais e até mesmo o silêncio... lapidar o melhor que temos para fortalecer, compreender, mudar, aliviar...   (continua)


  •    Há nove anos começamos a postar neste espaço. Foram cerca de 7500 posts e mais de 90 milhões de visitas. Neste tempo tratamos de atualidades, artes, psicologia, humor, família, música, filmes, livros, curiosidades, natureza, política, Brasília, arquitetura, cidades, saúde, ciência, fotografia, boas memórias, viagens, cultura, do amor e da própria vida, e muitas outras coisas...   (continua)


Copyright 2011-2020
Todos os direitos reservados

Até o momento,  1 visitas.
Desenvolvimento: Criação de Sites em Brasília