Aguarde por gentileza.
Isso pode levar alguns minutos...

 

Carol Saboya - Leve

Enviado por Gilberto Godoy

     Cantora carioca, filha do pianista e compositor Antônio Adolfo, começou a cantar aos 8 anos de idade, quando lançou um compacto ao lado de Mièle. Ainda durante a infância, integrou coros em gravações de artistas como Erasmo Carlos e Ângela Rô Rô. Morou nos Estados Unidos de 1989 e 1991, quando participou do disco "Brasileiro", de Sergio Mendes. Também cantou em discos do pai. Em 1996 sua atuação disco e no show "Aldir Blanc 50 Anos", com a canção "Carta de Pedra” (Guinga/ Aldir) chamou a atenção da mídia, e dois anos depois saiu seu primeiro disco solo, "Dança da Voz", que recebeu o prêmio Sharp na categoria Revelação MPB. Com o guitarrista Nelson Faria gravou o disco "Janelas Abertas", interpretando canções de Tom Jobim. Em 2000 lança "Sessão Passatempo", na primeira leva de discos da gravadora Jam Music.

     A música do vídeo é Leve, de Chico Buarque:


"Não me leve a mal
Me leve à toa pela última vez
A um quiosque, ao planetário
Ao cais do porto, ao paço

O meu coração, meu coração
Meu coração parece que perde um pedaço, mas não
Me leve a sério
Passou este verão
Outros passarão
Eu passo

Não se atire do terraço, não arranque minha cabeça
Da sua cortiça
Não beba muita cachaça, não se esqueça depressa de mim, sim?
Pense que eu cheguei de leve
Machuquei você de leve
E me retirei com pés de lã
Sei que o seu caminho amanhã
Será um caminho bom
Mas não me leve

Não me leve a mal
Me leve apenas para andar por aí
Na lagoa, no cemitério
Na areia, no mormaço..."

 

Comentários

Comente aqui este post!
Clique aqui!

 

Também recomendo

  •    Sarah Blackwood e um grupo chamado Walk Off the Earth, tocam apenas um violão. A virtuosidade reside exatamente na capacidade do grupo partilhar o mesmo intrumento tocando uma versão de "Somebody That I Used To Know" de Gotye e Kimbr. Belo!

     


  •    Um hino. Simplicidade e serenidade como a vida merece. Uma equação perfeita: música e poesia, num sussurro de ternura. Sublime!


  • "Uma casinha qualquer no colo da serra,
    Um palmo de terra pra se plantar.
    Um colo de uma mulher, uma companheira,
    Uma brasileira pra se amar.
    Se eu tiver que lutar, vou é lutar por ela.
    Se eu tiver que morrer, vou é morrer por ela...."
    (continua)


  •    Que qualidade de música! Letra (magnífica), melodia, show, edição do vídeo etc. Sensacional!  Realizado na Concha Acústica do Teatro Castro Alves - Salvador. Realização e Produção: Esquisito Cultura e Quizumba. Parabéns rapazes.

    "Olha lá, quem vem do lado oposto
    Vem sem gosto de viver... (continua)


  •       Uma das grandes composições de Marcelo Camelo. Não é tão claramente romântica como o resto do álbum, se relaciona com a atual “fase paulista” da sua vida, dando um adeus (ou um ‘até logo’) ao seu passado com uma certa nostalgia. O arranjo de metais climatiza a canção, construindo um ambiente muito próprio para um final de álbum, aquela sensação de dever cumprido… Excelente música!


  •    Que interpretação sensacional da Maria Rita! Uma das mais belas músicas... e a letra tem tudo a ver com o momento de 'tanta chuva'. Recomendo enfaticamente.   

    "... Quem é você pra me chamar aqui se nada aconteceu?
    Me diz, foi só amor ou medo de ficar sozinho outra vez?   (continua)


  •    Erik Satie's Gymnopedie No.1 accompanied by beautiful scenes of Autumn. From the ABC Classics DVD Swoon - a visual and musical odyssey.
       Esta música rima com este poema:   (continua)


  •    Toquinho interpreta um medley 'Eu sei que vou te amar / Onde anda você', de Tom Jobim e Vinicius de Moraes acompanhado pela Orquestra Sinfônica Arte Viva sob regência do Maestro Amilson Godoy. Este canal foi criado para divulgar trabalhos realizados pela TV Godoy Filmes e e pela Orquestra Sinfônica Arte Viva. (continua)


Copyright 2011-2019
Todos os direitos reservados

Até o momento,  1 visitas.
Desenvolvimento: Criação de Sites em Brasília