Aguarde por gentileza.
Isso pode levar alguns minutos...

 

Húngaro pede desculpas por Tourist Guy

Enviado por Gilberto Godoy
hungaro-pede-desculpas-por-tourist-guy


     Dez anos depois, um dos maiores mistérios sobre o "11 de setembro" foi resolvido: quem manipulou a imagem do sujeito no terraço da Torre Sul do WTC, feita supostamente segundos antes de que o primeiro avião impactasse contra o edifício. O homem da fotografia chama-se Peter Guzli, é húngaro e é autor da montagem mais popular sobre os atentados de Nova Iorque. Guzli, que tem hoje 35 anos, pede perdão às vítimas por uma piada que fugiu a seu controle.
 
     Que a imagem é uma fotochopada, todos já sabiam a séculos. Inclusive a página que desmente lendas urbanas, Snopes, averiguou em 2007 que a célebre imagem foi feita em 1997 e que seu protagonista era um húngaro chamado Peter. Peter Guzli, técnico informático, trucou as fotos e anexou-as a uma mensagem que enviou aos amigos, assinado como o chefe de polícia húngaro Peter Doszpot. A mensagem começou a ser reenviada por correio eletrônico até superar os círculos de amizade do autor e converter-se em um meme de âmbito mundial:

      - "Nunca parei para pensar nas consequências, nem esperava que traspassasse meu círculo de amigos", conta hoje um aflito Guzli.

      - "Estou alucinado de que a polícia ainda receba chamadas sobre aquela montagem. Nunca pretendi ganhar dinheiro nem causar nenhum dano às autênticas vítimas ou às famílias. Quero que isto acabe de uma vez, quero que todos saibam que sinto muito e que isto seja o final do Tourist Guy".

     Não vai ser muito simples. Se tema algo que caracteriza a Internet é sua incapacidade para esquecer, inclusive os memes imbecis. Qualquer foto, vídeo ou comentário publicado na Rede fica fixado e indelével em sites como Archive.org ou no cache do Google. Na Internet estamos presos por nosso passado on-line.

     http://www.snopes.com/rumors/photos/tourist.asp

Comentários

Comente aqui este post!
Clique aqui!

 

Também recomendo

  •     Você olha para seu celular e vê dezenas ou centenas de mensagens não lidas no WhatsApp... Certamente você está em mais grupos do que deveria ou gostaria. Não entre em pânico! Você não está só. Tem sido comum no atual momento...   (continua)


  •    A Google publicou uma trabalho de pesquisa a respeito da inteligência artificial no qual um avançado bot de chat aprendia com um conjunto predeterminado de conversas, para poder oferecer respostas "mais inteligentes". Um aspecto interessante deste bot, é... (continua)


  •    Nesta era tecnológica, as redes sociais se tornaram uma forma fundamental de interagir com nossos amigos e com o mundo, até se converter em um dos rituais cotidianos para alguns. No entanto, o que normalmente começa como um inofensivo hábito virtual...   (continua)


  •    Uma pesquisa do Ibope revelou que, de maneira inédita, a maioria dos brasileiros recebeu informações sobre política via Facebook, Twitter ou WhatsApp. Em um ano, triplicou a parcela da população que escolhe seus comportamentos a partir das informações compartilhadas nesses serviços, registrou o Estadão.   (continua)


  •      A teoria dos seis graus de separação originou-se a partir de um estudo científico, que criou a teoria de que, no mundo, são necessárias no máximo seis laços de amizade para que duas pessoas quaisquer estejam ligadas. No estudo, feito nos Estados Unidos, buscou-se, através do envio de cartas, identificar o números de laços de conhecimento pessoal existente entre duas pessoas quaisquer.   (continua)


  •    Ricardo Guimarães fala sobre transição e revolução da sociedade, das empresas e do trabalho. 


  •    Uma escola de economia e gestão, em Paris, irá brevemente começar a utilizar um software de inteligência artificial para rodar um programa de reconhecimento facial, de modo a determinar se os seus estudantes estão prestando atenção às aulas. Está planejado que o software, denominado...   (continua)


  •    Existem muitas formas de adquirir conhecimento sobre diferentes temas, como por exemplo, vídeos no YouTube, livros, cursos, séries e documentários. Pensando nisso, o Brasil Econômico listou 5 documentários disponíveis no Netflix  para ajudar os interessados em empreendedorismo a se inspirarem ao mesmo tempo que se informam sobre assuntos presentes em diferentes setores de produção.   (continua)


Copyright 2011-2019
Todos os direitos reservados

Até o momento,  1 visitas.
Desenvolvimento: Criação de Sites em Brasília