Aguarde por gentileza.
Isso pode levar alguns minutos...

 

O grande instrumentista Marcos Valle

Enviado por Gilberto Godoy

     Marcos Valle é um dos músicos mais completos de sua geração. Leia abaixo sua trajetória.

    Nascido no Rio de Janeiro, estudou piano clássico e teoria musical na infância, e mais tarde violão. Começou a freqüentar os bares e casas noturnas que davam espaço para grupos de jazz e jam sessions e formou em 1961 um conjunto com Edu Lobo e Dori Caymmi que chegou a se apresentar algumas vezes. Com seu irmão Paulo Sergio Valle compôs músicas de sucesso e em 1964 lançou o LP "Samba Demais".

      No ano seguinte foi para os Estados Unidos, onde Walter Wanderley gravou "Samba de Verão", com grande êxito. "Preciso Aprender a Ser Só" e "Terra de Ninguém" são outros destaques dessa época, junto com "Samba de Maria", "O Amor É Chama", "Viola Enluarada" (gravada em duo com Milton Nascimento), "Dia de Vitória", "Gente", "Seu Encanto" e "Ao Amigo Tom".

      Nos anos 70 aproximou-se mais do pop e do soul. Em seguida, compondo trilhas de novelas, sua enorme lista de sucessos passou a incluir ainda "Quarentão Simpático", "Com Mais de Trinta", "Mustang Cor de Sangue", "Os Grilos", "Freio Aerodinâmico", "Que Bandeira", "Black Is Beautiful", "O Cafona", "Não Tem Nada Não".

      Nos Estados Unidos, trabalhou com Airto Moreira. Na década de 80 deu uma guinada mais pop e teve alguns sucessos como "Bicicleta". Marcos Valle foi um compositor da chamada "segunda geração" da bossa nova.

      Seu estilo suingado e dançante, apoiado em grooves inovadores, adaptou-se à demanda das pistas de dança européias, onde foi relançado com muito sucesso na década de 90, no meio da febre do drum'n'bass, criando um novo estilo, o drum'n'bossa. Seus discos foram relançados e outros foram gravados, especialmente pela gravadora londrina Far Out Records.

      O reconhecimento de Marcos Valle é notório não só velho continente. Graças ao seu sucesso, ele tem excursionado também pelos Estados Unidos e Japão. Em 2004, a cantora Emma Bunton, ex-integrante das Spice Girls, gravou uma composição do brasileiro em seu álbum “Free Me”. A música “Crickets Sing for Anamaria”, é uma versão em inglês de “Os Grilos”, escrita pelo compositor, em 1967. A gravação foi considerada pelos críticos britânicos como um dos destaques do CD da cantora.

      Em 2005, o compositor lançou “Jet-Samba”. Gravado no Rio de Janeiro, o disco de drum´n´bossa tem como destaques as canções "Selva de Pedra", "Campina Grande" e "Esperando o Messias". O êxito de Jet-Samba” junto a crítica foi confirmado com a sua premiação pela Associação Paulista dos Críticos de Arte (APCA), em 2005. Além disso, o show de lançamento do CD ficou entre os melhores do ano na lista do jornal O Globo.

     Nesse show, Marcos Valle apresenta músicas com arranjos especiais feitos para sua banda, com repertório onde predomina sua fase dos anos 70. Com Marcos Valle (teclados); Jessé Sadoc (trompete e flugel horn); Marcelo Martins (sax e flauta); Mazinho Ventura (baixo elétrico) e Renato "Massa" Calmon (bateria).

     Fonte: cliquemusic/uol

Comentários

Comente aqui este post!
Clique aqui!

 

Também recomendo

  •    Vídeo original da música "Stay (Faraway, So Close!)" Hit de seu álbum de 1993, Zooropa. A canção foi lançada como terceiro single do álbum em 22 de Novembro de 1993 e foi um hit top dez na Irlanda, Austrália, Reino Unido e vários outros países. Foi escrita e inspirada para Frank Sinatra...   (continua)


  •        Uma linda música de Celso Adolfo na voz macia de Eliane Cata Preta.

    "E nós que nem sabemos quanto nos queremos
    Que nem sabemos tudo que queremos
    Como é difícil o desejo de amar
    Você que nunca soube quanto eu quis..."
    (continua)


  •    Uma bela música! O excesso de metáforas torna a letra complexa mas ela fala da importância de uma infância vivida em família, do amor entre irmãos, perdas, transcendência, mistérios... da vida!  Merece ser ouvida em local e condições especiais.  Album version of Emily from the 2006, álbum "Ys" by Joanna Newsom, track 1 of 5.   (Continua)


  •  

         Clássico dos anos 70 (1978), inspiração para o sucesso de 'Intocáveis'. 


  •     "Tropeçavas nos astros desastrada
    Sem saber que a ventura e a desventura
    Dessa estrada que vai do nada ao nada
    São livros e o luar contra a cultura.
    Os livros são objetos transcendentes...
    (continua)


  • Que música redondinha! Além de uma voz abençoada o Bituca é excelente letrista.

    "Você sabe que as canções são todas feitas pra você
    E vivo porque acredito nesse nosso doido amor
    Não vê que tá errado, tá errado me querer quando convém
    E se eu não tô enganado acho que você me ama também

    (continua)


  •     Renato Russo e Adriana Calcanhoto cantando "Esquadros", no Programa Por Acaso, em 1994. Vídeo histórico da MPB. O sujeito do meio tá meio hipnotizado e olha para os dois de forma muito engraçada. Muito bom.


  •    Cazuza Interpreta a música de Cartola, com sua bela voz. 'O Mundo é um Moinho' remete a implacabilidade do tempo e de um vazio sem explicação que permeia nossa existência e as coisas que deixamos para trás. A letra é um lembrete, de alguém que pôde compreender a transitoriedade da vida, do inevitável, dos sonhos, do amor...  (continua)


Copyright 2011-2020
Todos os direitos reservados

Até o momento,  1 visitas.
Desenvolvimento: Criação de Sites em Brasília