Aguarde por gentileza.
Isso pode levar alguns minutos...

 

Per Amore - Zizi Possi

Enviado por Gilberto Godoy

Io conosco la tua strada ogni passo che farai
Ie tue ansie chiuse e ivuoti sassi che allontanerai
Senza mai pensare che come roccia lo rittorno in te ...

Io conosco I tuoi respiri tutto quello che non vuoi
Io sai bene che non vivi
Riconoscerlo non puoi e sarebbe como se
Questo cielo in flamme ricadesse in me

Come scena su un attore ...

Per amore hai mai fatto niente solo
Per amore hai sfidato il vento e urlato mai ?
Diviso il cuore stesso pagato e riscommesso
Dietro questa mania che resta solo mia

Per amore hai mai corso senza fiato
Per amore perso e ricominciato
E devi dirlo adesso quanto de ti ci hai messo
Quanto hai creduto tu in questa bugia

E sarebbe como se questo fiume in piena risalisse a me

Como china al suo pittore
Per amore hai mai speso tutto quanto la ragione
I tuo orgoglio fino alpianto
Io sai stasera a resto non ho nessun pretesto
Soltando una mania che è ancora forte e mia
Dentro quest'anima che strappi via

E te lo dico adesso sincero con me stesso
Quanto mi costa non saperti mia ...

E sarebbe como se tutto questo mare annegasse im me ...
 

Comentários

Comente aqui este post!
Clique aqui!

 

Também recomendo

  •    Sarah Blackwood e um grupo chamado Walk Off the Earth, tocam apenas um violão. A virtuosidade reside exatamente na capacidade do grupo partilhar o mesmo intrumento tocando uma versão de "Somebody That I Used To Know" de Gotye e Kimbr. Belo!

     


  •    Um hino. Simplicidade e serenidade como a vida merece. Uma equação perfeita: música e poesia, num sussurro de ternura. Sublime!


  • "Uma casinha qualquer no colo da serra,
    Um palmo de terra pra se plantar.
    Um colo de uma mulher, uma companheira,
    Uma brasileira pra se amar.
    Se eu tiver que lutar, vou é lutar por ela.
    Se eu tiver que morrer, vou é morrer por ela...."
    (continua)


  •    Que qualidade de música! Letra (magnífica), melodia, show, edição do vídeo etc. Sensacional!  Realizado na Concha Acústica do Teatro Castro Alves - Salvador. Realização e Produção: Esquisito Cultura e Quizumba. Parabéns rapazes.

    "Olha lá, quem vem do lado oposto
    Vem sem gosto de viver... (continua)


  •       Uma das grandes composições de Marcelo Camelo. Não é tão claramente romântica como o resto do álbum, se relaciona com a atual “fase paulista” da sua vida, dando um adeus (ou um ‘até logo’) ao seu passado com uma certa nostalgia. O arranjo de metais climatiza a canção, construindo um ambiente muito próprio para um final de álbum, aquela sensação de dever cumprido… Excelente música!


  •    Que interpretação sensacional da Maria Rita! Uma das mais belas músicas... e a letra tem tudo a ver com o momento de 'tanta chuva'. Recomendo enfaticamente.   

    "... Quem é você pra me chamar aqui se nada aconteceu?
    Me diz, foi só amor ou medo de ficar sozinho outra vez?   (continua)


  •    Erik Satie's Gymnopedie No.1 accompanied by beautiful scenes of Autumn. From the ABC Classics DVD Swoon - a visual and musical odyssey.
       Esta música rima com este poema:   (continua)


  •    Toquinho interpreta um medley 'Eu sei que vou te amar / Onde anda você', de Tom Jobim e Vinicius de Moraes acompanhado pela Orquestra Sinfônica Arte Viva sob regência do Maestro Amilson Godoy. Este canal foi criado para divulgar trabalhos realizados pela TV Godoy Filmes e e pela Orquestra Sinfônica Arte Viva. (continua)


  •     Este video foi extraído de um show feito na "Toca", onde foi gravado o cd "Segundo", e que está na íntegra no DVD com o mesmo nome, ao vivo, da Maria Rita.   Linda letra, música e interpretação que emociona. Recomendo.

    "...Canta que é no canto que eu vou chegar
    Canta o teu encanto que é pra me encantar
    Canta para mim  qualquer coisa assim sobre você... (continua)


  •    Mercedes Sosa cantando "Volver a los 17" acompanhada por Milton Nascimento, Gal Costa, Caetano Veloso e Chico Buarque não tem preço!
       Imagens: programa Chico & Caetano, série especial da Rede Globo, exibido em 14/03/1987.  "Es como un diamante fino que alumbra mi alma serena..."


  •    As músicas de Djavan são conhecidas pelas suas "cores". Ele retrata muito bem em suas composições a riqueza das cores do dia-a-dia e se utiliza de seus elementos em construções metafóricas que nenhum outro compositor consegue nem mesmo ousar. As músicas são amplas, confortáveis chegando ao...   (continua)


  • "Tem sempre presente que a pele se enruga,
    o cabelo embranquece, os dias se convertem em anos…
    Mas o que é mais importante não muda;
    A tua força e convicção não têm idade.
    (continua)


Copyright 2011-2019
Todos os direitos reservados

Até o momento,  1 visitas.
Desenvolvimento: Criação de Sites em Brasília