Aguarde por gentileza.
Isso pode levar alguns minutos...

 

Regras que a esposa de Einstein seguia

Enviado por Gilberto Godoy
regras-que-a-esposa-de-einstein-seguia

   Dizem que não é fácil conviver na intimidade com grandes gênios. A julgar por Einstein deve ser verdade. Vários detalhes constrangedores da intimidade do gênio estão descritas no livro Einstein: sua Vida e Universo, de Walter Isaacson (o mesmo que escreveu uma das mais famosas biografias de Steve Jobs). Um desses detalhes é uma lista em que ele impões diversas condições que sua esposa deveria aceitar para continuar casada com ele. “Conhecer o homem ajuda-nos a compreender as fontes de sua ciência, e vice-versa”, escreveu o biógrafo.

   A obra revela que Einstein era um cara passional, tanto na vida pessoal como na científica.Durante a faculdade, teria se apaixonado por uma sérvia, Mileva Maric, com quem viria a se casar e ter três filhos.

   No entanto, a dedicação exigida pela Ciência faria com que o gênio se afastasse de sua esposa e acabaria enfraquecendo o relacionamento. Para salvar o casamento em nome dos filhos, Einstein teria feito uma lista com algumas condições para continuar ao lado dela. Confira o que o gênio exigiu da moça.

   Condições

   1 – Você irá certificar-se que as minhas roupas e lavanderia são mantidas em ordem, que eu irei receber minhas três refeições regularmente no meu quarto, que o meu dormitório e minha sala de estudo serão mantidos limpos e, especialmente, que a minha mesa será usada apenas por mim;

   2 – Você vai renunciar a todas as relações pessoais comigo. Especificamente, você vai renunciar: a se sentar ao meu lado, sair e viajar comigo.

   3 – Você vai obedecer aos seguintes pontos: não vai esperar qualquer intimidade de mim, nem vai me censurar de forma alguma; vai parar de falar comigo se eu pedir; vai sair do meu quarto de estudo imediatamente, sem protesto, se eu pedir; vai se comprometer a não me menosprezar na frente dos nossos filhos, seja através de palavras ou comportamento.

   Difícil viver com um gênio, não? Como era de se esperar, as exigências não foram respeitadas e o casamento acabou. Na biografia, Isaacson revela que Einstein fez, então, uma proposta para conseguir o divórcio. “Ganharia o prêmio Nobel um dia, disse; se ela lhe desse o divórcio, ele lhe daria o dinheiro do prêmio. Ela pensou por uma semana e aceitou”, revela Isaacson. O escritor completa que, em 1921, quando foi premiado, Einstein cumpriu o acordo e entregou o valor do prêmio à ex-esposa. Como para muitas mulheres inteligência é afrodisíaca, ele já estava casado com outra mulher.

     Fonte: Exame.com

Para saber mais: Einstein, o reformulador do universo, de Cássio Leite Vieira

Comentários

Comente aqui este post!
Clique aqui!

 

Também recomendo

  •        Edward Hopper (Nyack, 22 de julho de 1882 — 15 de maio de 1967) foi um pintor norte-americano conhecido por suas misteriosas pinturas de representações realistas da solidão na contemporaneidade. Em ambos os cenários urbanos e rurais, as suas representações de reposição fielmente recriadas reflecte a sua visão pessoal da vida moderna americana.   (continua)


  •    Manuel (H)Azaña Díaz nasceu em Alcalá de Henares, Espanha, em 10 de janeiro de 1880 e faleceu em Montauban, 3 de novembro de 1940. Foi um político espanhol, segundo e último presidente efetivo da Segunda República Espanhola. Além de ter sido um dos políticos e oradores mais importantes na política espanhola do século XX, foi um notável jornalista e escritor, que conseguiu o Premio...   (continua)


  •    O pensador foi responsável por cunhar o conceito de “modernidade líquida”, usada para definir as condições da "pós-modernidade"  — que ele considerava um termo ideológico — e discutir as transformações do mundo moderno nos últimos tempos. Ele explorou os efeitos do individualismo e da sociedade de consumo nas relações humanas modernas.   (continua)


  •    "Esta manhã, antes do alvorecer, subi numa colina para admirar o céu povoado... E disse à minha alma:  - Quando abarcarmos esses mundos e o conhecimento e o prazer que encerram, estaremos finalmente fartos e satisfeitos? E minha alma disse:  - Não, uma vez alcançados esses mundos prosseguiremos no caminho..."   (Continua)


  •    Manuel da Costa Pinto - Folha de S.Paulo/Ilustrada
       Se fosse para definir numa frase o legado de Ferreira Gullar para a literatura brasileira, uma formulação possível seria: o autor de "Poema Sujo" reabilitou na poesia contemporânea a meditação sobre temas como a angústia da morte e o maravilhamento diante do simples acontecer da vida, sem deixar...   (continua)


  • "Uso a palavra para compor meus silêncios.
    Não gosto das palavras
    fatigadas de informar.
    Dou mais respeito
    às que vivem de barriga no chão...
    (continua)


  •    Foi em uma madrugada chuvosa no Rio de Janeiro que veio ao mundo Marcus Vinitius da Cruz e Mello de Moraes, ou, simplesmente, Vinicius de Moraes, que, se estivesse vivo, completaria 100 anos em 19 de 2013. Parafraseando um de seus versos mais famosos, o escritor, se não chegou...   (continua)


  •    João Guimarães Rosa (Cordisburgo, 27 de junho de 1908 — Rio de Janeiro, 19 de novembro de 1967), foi um dos mais importantes escritores brasileiros de todos os tempos. Foi também médico e diplomata. Os contos e romances escritos por Guimarães Rosa ambientam-se quase...   (continua)


Copyright 2011-2018
Todos os direitos reservados

Até o momento,  1 visitas.
Desenvolvimento: Criação de Sites em Brasília