Aguarde por gentileza.
Isso pode levar alguns minutos...

 

Sonhos e comportamentos - Airton Carlini

Enviado por Gilberto Godoy
sonhos-e-comportamentos---airton-carlini

   Andei pesquisando a respeito dos livros que contém a palavra Sonho em seus títulos.

   Achei um monte. Perdi a conta. Sobre Gestão então, nem se fala. Vários livros excelentes. Alguns até best-sellers. Eu mesmo já li vários.
   
   E o que eles têm em comum?

   Não vale responder a palavra Sonho.

   Não. Não é isso que eles têm em comum.

   O que eles têm em comum, é que todos foram escritos por pessoas que foram muito além de seus sonhos. Não sonharam apenas. Executaram.    Fizeram. Trabalharam muito e muito duro.

   Uns falam que sonhar grande ou pequeno dá o mesmo trabalho, portanto é melhor sonhar grande. Pode ser, não sei. O que é grande para uns pode ser pequeno para outros. Não vou ficar aqui discutindo semântica e nem o quanto é grande ou pequeno um sonho. Respeito o sonho de cada um.

   Lembrei-me até do Clássico de Origenes Lessa escrito em 1938 (o google me salvou na data)     “O Feijão e o Sonho” que relatava um pouco sobre a dicotomia entre duas irmãs uma casada com um importante empresário e outra com um poeta. Nada contra os poetas. O livro apenas queria demonstrar as necessidades e dificuldades daqueles que sonham frente às benesses daqueles que realizam.

   O fato é que não importa onde pretende chegar, seja longe ou perto, é preciso dedicação, empenho, esforço, planejamento e principalmente ação.

   A cada dia que passa mais me convenço de que quem “vence” na vida é porque trabalhou muito. Não importa o que pretenda, o mais importante de tudo é fazer com dedicação. Com amor. Perder algo, deixar algo, abrir mão para alcançar uma meta maior e mais desafiadora. Só atinge realmente o seu sonho quem enfrenta desafios. Perde muitos. Muitas vezes, mas encara novamente. Com mais força e afinco. Reconhece suas derrotas se reorganiza e corre em busca de novos desafios e novas vitórias.

   Gosto muito de uma frase, centena de vezes repetida pelo jogador Oscar que afirma não ter “Mão Santa” como apregoam, mas sim” Mão treinada”.

   Acredito muito nisto. Acredito em sorte também, mas sei que sozinha ela não te leva a lugar algum.

   A vida me ensinou muita coisa. Nada perto do que deveria saber, mas um pouco sim, e este pouco me dá a tranquilidade de afirmar que é preciso de muita força de vontade para fazer seus sonhos acontecerem. Já tive muitos e em algum momento acreditei que os perdi. Hoje percebo claramente que não perdi. A verdade é que não me dediquei como devia. Não fiz o dever de casa do modo correto e nem com a intensidade necessária.

   Não se trata de arrependimento até porque se arrepender neste momento pouco adiantaria. Trata-se isto sim, de uma constatação clara de que é preciso muita dedicação. Muito mais do que está imaginando agora enquanto lê este texto. Muita mesmo.

   Sonhe. Sonhe muito. O quanto puder. Sonhar faz bem, entretanto tenha em mente que mais importante do que sonhar é fazer. Um pouco que seja.    Todos os dias. Fazer que o seu sonho realmente se transforme em realidade e que você viva o que sonhou. Esta realidade pode ser muito mais difícil do que imagina mas também pode ser muito mais atraente do que no sonho. Depende de você. Faça um plano de ação e execute-o. Cansei de ver planos de ação maravilhosos que nunca saíram do papel. Faça do seu plano a sua realidade. Corrija quando necessário, retorne ao início se for preciso mas se este for o seu sonho verdadeiro faço-o acontecer.

   Se eu tivesse que deixar uma mensagem para minha única filha que se encontra na fase da sua adolescência sonhadora eu diria com certeza: "Acreditar nos seus sonhos só é possível se você trabalhar muito para que eles se tornem verdadeiros”.
   Faça. Faça muito. Faça bem feito. Faça com paixão. Com prazer. Com emoção. Este sim é um sonho para ser vivido não importa qual tenha sido.

Comentários

Comente aqui este post!
Clique aqui!

 

Também recomendo

  •       “Aconteceu da mísera e mesquinha, que depois de ser morta foi rainha” - Luís de Camões
          A expressão vem de uma história na qual um nobre quer se casar com Inês, porém, já era tarde demais, pois ela já estava morta. Inês de Castro (1320 ou 1325 - 7 de Janeiro de 1355), uma nobre castelhana, foi...   (continua)


  •    É isto, nada além: um dia as pessoas morrem na gente. Pode ser um amigo que parece não se importar mais ou então aquele que telefona só quando quer ajuda, um amor que gastou todas as chances que tinha e nem toda dedicação do mundo comoveu, um primo de longe, qualquer um.   (continua)


  •    A alma só acolhe o que lhe pertence; de certo modo, ela já sabe de antemão tudo aquilo por que vai passar. Os amantes não contam nada de novo uns aos outros, e para eles também não existe reconhecimento. De fato, o amante não reconhece no ser que ama nada a não ser que...   (continua)


  •    A vida… e a gente põe-se a pensar em quantas maravilhosas teorias os filósofos arquitectaram na severidade das bibliotecas, em quantos belos poemas os poetas rimaram na pobreza das mansardas, ou em quantos fechados dogmas os teólogos não entenderam na solidão das celas.   (continua)


  •    George Carlin, cidadão americano que usou de sua expêriencia de vida para escrever textos ousados, com uma grande dose de irônia. O comediante, escritor e ator fez grande sucesso no mundo, por se apresentar de forma parecida ao StandUp comedy, abordando temas que...   (continua)


  •    Meu maior defeito, nos despreocupados dias da infância, consistia em desanimar com demasiada facilidade, quando uma tarefa qualquer me parecia difícil. Eu podia ser tudo, menos um menino persistente. Foi quando, certa noite, meu pai me chamou para conversarmos.   (continua)


  •    "Como a mulher e o homem confrontam os 60 anos? O filme da diretora Julie Gavras, exibido na mostra internacional de São Paulo, trata de envelhecimento. De como esconder ou assumir a idade. Aos 60 você se sente maduro, curioso e sábio ou velho, amargo e ultrapassado?   (continua)


  •    "A amizade é um amor que nunca morre. A amizade é uma virtude que muitos sabem que existe, alguns descobrem, mas poucos reconhecem. A amizade quando é sincera o esquecimento é impossível. A confiança, tal como a arte, não deriva de termos resposta para tudo, mas... (continua)


Copyright 2011-2018
Todos os direitos reservados

Até o momento,  1 visitas.
Desenvolvimento: Criação de Sites em Brasília