Aguarde por gentileza.
Isso pode levar alguns minutos...

 

Um dia do céu

Enviado por Gilberto Godoy
um-dia-do-ceu

 

     Vocês viram o dia que fez ontem, 28 de outubro, aqui em Brasília? Talvez seja indescritível... Como diria Artur da Távola, esse foi um típico “Diadeus”. Dificilmente “o ato de ser dia foi tão plenamente como ontem!  Talvez para homenagear os servidores públicos, tão merecedores de gratidão! A impressão foi a de que Deus se aborreceu com seus assessores e disse: - Vocês já não sabem iluminar um dia! Vejam como é. E realizou a mais linda luz possível a envolver uma cidade.

     O dia amanheceu e permaneceu lavado, azul, verde, claro, límpido. Nada desses azuis bêbados de infinito, perturbadores, bons para fotógrafos iniciantes. Não era um azul fácil. Era um azul composto de todas as doçuras da cor, sem tonalidades exaltadas. Nesse céu de estio deu-se (Deus-se?) a iluminação perfeita para o espetáculo do dia. Nenhuma luz em excesso entre o verde das árvores e o plano piloto do céu. Deu pra ver a distância entre a esplanada e os lagos, brilhantes. Até as cigarras pararam de cantar (cantar?) para observar a perfeição do dia. Manhã, tarde e começo da noite transcorreram sem qualquer nuvem, numa paz celestial.  Dia pleno da alegria de ser dia, com uma leve tradução de estar vivo sem esforço, sem se impor, sem esbarros, sem carros ...

     O dia de ontem foi aquele instante em que tudo o que tem vida consegue o seu peso exato e se equilibra na mais rara das junções, uma talvez em anos, como certas conjunções de astros ou acontecimentos decisivos na natureza,  engendrados durante séculos. Um dia assim teria que trazer missões secretas, diretamente orientadas pelo mistério... um dia de poesia que o tempo gravou na história do homem, nos templos, na contrição, no contemplar em silêncio o milagre da vida e o mistério doce de existir...

Comentários

  • por: Frennessey S. Leal em quarta-feira, 31 de outubro de 2012
    Sinceramente, não prestei a devida atenção nos detalhes aos quais vc refere, porém o domingo sempre é um dia especial, pelo menos para mim. Sempre acordo com a vontade de cantar "Pro dia nascer feliz". Fico feliz pois isso tudo significa que vc está feliz, pois segundo Augusto Cury (acho!??) “A beleza está nos olhos de quem vê”. P.S.: o meu nome ainda continua com três enes ;)
  • por: Frennessey S. Leal em quarta-feira, 31 de outubro de 2012
    Eu acho que vc me contagiou com a sua felicidade, pois exagerei na repetição do "FELIZ". :D

Também recomendo

  •       “Aconteceu da mísera e mesquinha, que depois de ser morta foi rainha” - Luís de Camões
          A expressão vem de uma história na qual um nobre quer se casar com Inês, porém, já era tarde demais, pois ela já estava morta. Inês de Castro (1320 ou 1325 - 7 de Janeiro de 1355), uma nobre castelhana, foi...   (continua)


  •    É isto, nada além: um dia as pessoas morrem na gente. Pode ser um amigo que parece não se importar mais ou então aquele que telefona só quando quer ajuda, um amor que gastou todas as chances que tinha e nem toda dedicação do mundo comoveu, um primo de longe, qualquer um.   (continua)


  •    A alma só acolhe o que lhe pertence; de certo modo, ela já sabe de antemão tudo aquilo por que vai passar. Os amantes não contam nada de novo uns aos outros, e para eles também não existe reconhecimento. De fato, o amante não reconhece no ser que ama nada a não ser que...   (continua)


  •    A vida… e a gente põe-se a pensar em quantas maravilhosas teorias os filósofos arquitectaram na severidade das bibliotecas, em quantos belos poemas os poetas rimaram na pobreza das mansardas, ou em quantos fechados dogmas os teólogos não entenderam na solidão das celas.   (continua)


  •    George Carlin, cidadão americano que usou de sua expêriencia de vida para escrever textos ousados, com uma grande dose de irônia. O comediante, escritor e ator fez grande sucesso no mundo, por se apresentar de forma parecida ao StandUp comedy, abordando temas que...   (continua)


  •    Meu maior defeito, nos despreocupados dias da infância, consistia em desanimar com demasiada facilidade, quando uma tarefa qualquer me parecia difícil. Eu podia ser tudo, menos um menino persistente. Foi quando, certa noite, meu pai me chamou para conversarmos.   (continua)


  •    "Como a mulher e o homem confrontam os 60 anos? O filme da diretora Julie Gavras, exibido na mostra internacional de São Paulo, trata de envelhecimento. De como esconder ou assumir a idade. Aos 60 você se sente maduro, curioso e sábio ou velho, amargo e ultrapassado?   (continua)


  •    "A amizade é um amor que nunca morre. A amizade é uma virtude que muitos sabem que existe, alguns descobrem, mas poucos reconhecem. A amizade quando é sincera o esquecimento é impossível. A confiança, tal como a arte, não deriva de termos resposta para tudo, mas... (continua)


Copyright 2011-2020
Todos os direitos reservados

Até o momento,  1 visitas.
Desenvolvimento: Criação de Sites em Brasília