Aguarde por gentileza.
Isso pode levar alguns minutos...

 

100 clássicos da literatura mundial

Enviado por Gilberto Godoy
100-classicos-da-literatura-mundial

    Os 100 melhores livros da literatura mundial, em todos os gêneros e de todos os tempos. As obras foram escolhidas a partir da importância para a humanidade e para a literatura mundial. Muitas, de semelhante valor literário e histórico, foram deixadas de lado neste momento mas serão contempladas futuramente. Esta lista não reflete nenhuma pesquisa ou categorização especial, apenas a visão de deste Blog. A ordem de classificação também não tem nenhuma relação de significado ou qualidade da obra.

1) O Mahabharata
2) Hamlet – William Shakespeare
3) Odisséia – Homero
4) Dom Quixote – Miguel Cervantes
5) A Divina Comédia – Dante Alighieri
6) Em Busca do Tempo Perdido – Marcel Proust
7) Uma Pesquisa Sobre Justiça Política - William Godwin
8) Guerra e Paz – Leon Tolstoi
9) Crime e Castigo – Fiódor Dostoievski
10) Ensaios – Michel de Montaigne
11) Ulysses – James Joyce
12) Diálogos Sobre os Grandes Sistemas do Universo - Galileu Galilei
13) Madame Bovary – Gustav Flaubert
14) Os Sofrimentos do Jovem Werther  – J. Wolfganf von Goethe
15) O Processo – Franz Kafka
16) A Montanha Mágica – Thomas Mann
17) As Flores do Mal – Charles Baudelaire
18) Som e a Fúria – William Faulkner
19) A Terra Desolada – T. S. Eliot
20) Ciência e Comportamento Humano - B.F.Skinner
21) As Metamorfoses - Ovídio
22) O Príncipe - Maquiável
23) O Grande Gatsby – F. Scottt Fitzgerald
24) Uma Estação no Inferno - Arthur Rimbaud
25) Os Miseráveis - Victor Hugo
26) O Estrangeiro - Albert Camus
27) O Manifesto Comunista - Karl Marx e Friedrich Engels
28) A Origem das Espécies pela Seleção Natural - Charles Darwin
29) Um Estudo da História - Arnold Toynbee
30) Adeus às Armas - Ernest Hemingway
31) Coração das Trevas - Joseph Conrad
32) Admirável Mundo Novo - Aldous Huxley
33) Mrs. Dalloway - Virginia Woolf
34) Moby Dick - Herman Melville
35) Histórias Extraordinárias - Edgar Allan Poe
36) A Comédia Humana - Honoré de Balzac
37) Grandes Esperanças - Charles Dickens
38) O Homem Sem Qualidades - Robert Musil
39) As Viagens de Gulliver - Jonathan Swift
40) Finnegans Wake - James Joyce
41) Os Lusíadas - Luís de Camões
42) Os Três Mosqueteiros - Alexandre Dumas
43) Relatividade - Albert Einstein
44) Decameron - Bocaccio
45) Esperando Godot - Samuel Beckett
46) 1984 - George Orwell
47) Galileu Galilei - Bertolt Brecht
48) Os Cantos de Maldoror - Lautréamont
49) A Tarde de um Fauno - Mallaemé
50) Lolita - Vladimir Nabokov
51) Tartufo - Molière
52) As Três Irmãs - Anton Tcheckov
53) O Livro das Mil e Uma Noites
54) Don Juan - Tirso de Molina
55) A Imortalidade - Milan Kundera
56) Paraíso Perdido - John Milton
57) Robinson Crusoe - Daniel Defoe
58) Confesso que vivi - Pablo Neruda
59) Memórias Póstumas de Brás Cubas - Machado de Assis
60) Retrato de Dorian Gray - Oscar Wilde
61) Seis Personagens em Busca de um Autor - Luigi Pirandello
62) Alice no País das maravilhas - Lewis Carrol
63) A Náusea - Jean-Paul Sartre
64) A Consciência de Zeno - Ítalo Svevo
65) Longa Jornada Noite Adentro - Eugene O'Neill
66) A Condição Humana - André Malraux
67) Os Cantos - Ezra Pound
68) Canções da Inocência - William Blake
69) Um Bonde Chamado Desejo - Teneessee Williams
70) Ficções - Jorge Luis Borges
71) Os Frutos da Terra - André Gide
72) A Arte da Guerra - Sun Tzu
73) As Folhas da Relva - Walt Whitman
74) A Cidade Antiga - Fustel de Coulanges
75) Cem Anos de Solidão - Gabriel García Marques
76) Viagem ao Fim da Noite - Louis-Ferdinand Céline
77) A Ilustre Casa de Ramires - Eça de Queirós
78) Jogo da Amarelinha - Júlio Cortázar
79) As Vinhas da Ira - John Steinbeck
80) Memórias de Adriano - Marguerite Yourcenar
81) O Apanhador no Campo de Centeio - J.D. Salinger
82) Huckleberry Finn - Mark Twain
83) Contos de Hans - Christian Andersen
84) O Eu Profundo e os outros Eus - Fernando Pessoa
85) Vida e Opiniões do Cavaleiro Tristam Shandy - Laurence Sterne
86) Passagem Para a Índia - E.M. Forster
87) A Riqueza das Nações - Adam Smith
88) Os Amores Difíceis - Italo Calvino
89) Pais e Filhos - Ivan Turgueniev
90) O Náufrago - Thomas Bernhard
91) A Interpretação dos Sonhos - Sigmund Freud
92) Fugindo do Ninho - Richard Bach
93) As Cidades Invisíveis - Ítalo Calvino
94) Declínio e Queda do Império Romano - Edward Gibbon
95) Demian - Hermann Hesse
96) Complexo de Portnoy - Philip Roth
97) Reparação - Ian MacEwan
98) Desonra - J.M. Coetzee
99) As Irmãs Makioka - Junichiro Tanizaki
100) Humano, Demasiado Humano - Friedrich Nietzsche

 

Comentários

  • por: ROSILDA ALVES DE OLIVEIRA em quinta-feira, 1 de setembro de 2011
    Que iniciativa genial, Gil. Se houver alguns entre eles que você acha que poderia dizer: - "Se não der tempo de ler todos, esses vocês não podem morrer sem ter lido" Me avisa, pois não sei se poderei me dar ao luxo de ler todos. Porém, vou guardar o nome de todos quem sabe? Adoro suas dicas de livros, todos que li me impressionaram muito. Beijão.

Também recomendo

  •    Conhecida como 'A Nostradamus do Marketing', a nova-iorquina Faith Popcorn analisa neste livro o comportamento do consumidor e suas influências no mercado de consumo. Especialista em fazer previsões de marketing, Popcorn, através de pesquisas permanentes, consegue prever tendências de comportamento, produtos que podem virar sucesso, e como as empresas devem se comportar no mercado.   (continua)


  •    Seis escritorores consagrados que não enxergavam direito: 1)Homero
       O autor grego dos poemas épicos Ilíada e Odisseia é muito controverso. Nem mesmo o século de seu nascimento é muito preciso. O século 8 a.C. é conhecido como a “data de Homero”, a época em que supostamente os poemas...   (continua)


  •    Sapiens é um livro impactante. De fato, questiona nossas ideias preconcebidas a respeito do universo. Um relato eletrizante sobre a aventura de nossa extraordinária espécie – de primatas insignificantes a senhores do mundo. O que possibilitou ao Homo sapiens dominar as demais espécies?   (continua)


  •    O site espanhol Que Leer disponibilizou uma matéria associando os principais livros lançados entre 1911 e 1999 à suas respectivas datas de publicação. Como a internet faz estas matérias viajarem sem fronteiras, o Homo Literatus traz a lista de títulos já lançados no Brasil, em português e poucos ainda não...   (continua)


  •    "Raimund Gregorius é um homem culto, professor de línguas clássicas. Um dia se levanta durante uma aula e sai da sala. Assustado com a súbita consciência do tempo que se esvai, deixa para trás sua rotina bem organizada e pega o trem noturno para Lisboa. Na bagagem, leva um livro do português...   (continua)


  •    Sabe-se muito pouco sobre a vida de Shakespeare, e ninguém pode dizer ao certo o que é verdade ou invenção no pouco que se sabe. Encontrei o livro numa livraria de língua inglesa em Munich. O título era irresistível: “Nabokov’s Shakespeare”. O William Shakespeare de Vladimir Nabokov!   (continua)


  •    O livro Todos os homens são mortais, de Simone de Beauvoir, conta a história de Fosca, rei de Carmona, personagem nascido no ano de 1279 (séc. XIII), que em uma situação de angustia - seu reino estava sendo ameaçado pelos genoveses - bebe o remédio da imortalidade, que, ao contrário do que...   (continua)


  •    "Aprendi a ler aos cinco anos, em sala de aula do Frei Justiniano no Colégio La Salle, em Cochabamba (Bolívia). É a coisa mais importante que aconteceu em minha vida. Quase 70 anos depois, recordo, com nitidez, como a magia de traduzir as palavras dos livros em imagens...    (continua)


Copyright 2011-2021
Todos os direitos reservados

Até o momento,  1 visitas.
Desenvolvimento: Criação de Sites em Brasília