Aguarde por gentileza.
Isso pode levar alguns minutos...

 

7 restaurantes fantásticos em São Paulo

Enviado por Gilberto Godoy
7-restaurantes-fantasticos-em-sao-paulo

   A gastronomia de São Paulo não deve nada pra nenhuma cidade do mundo. Listamos 7 restaurantes fantásticos na terra da garoa. Escolhemos segundo o nosso paladar, restaurantes que nos deixam muito felizes, e torcemos para que esses lugares tragam a mesma sensação para vocês.

MANI
O Mani é um dos restaurantes mais incríveis que conhecemos. Os chefs  Daniel e Helena tem um talento indiscutível. Todos os pratos são produzidos com toque brasileiro, como moqueca, farofa de castanha do Pará e pamonha de forno. Porém o que mais amamos é o couvert, que é composto por lascas gigantes de polvilho, tudo bem quentinho e produzido na própria cozinha do Mani.
Endereço: Rua Joaquim Antunes, 210 – Jd. Paulistano, São Paulo


KAA
Sempre que queremos um lugar legal para almoçar no final de semana, pensamos no Kaá. O ambiente é bem arejado, com um paisagismo de tirar o fôlego. A cozinha é comandada pelo francês Laurent Suaudeau. O cardápio é bem amplo e utiliza produtos clássicos italianos, franceses e típicos brasileiros. O Mil folhas com calda de morango é obrigatório.
Endereço: Av. Presidente Juscelino Kubitschek, 279 – Vila Olimpia, São Paulo


TORDESILHAS
Para nós, um dos melhores restaurantes brasileiros. O Tordesilhas fica no coração do jardins. Um ambiente super aconchegante, com uma varanda deliciosa. O melhor bobó  de camarão da nossa vida esta lá. A Chef Mara Salles é mega caprichosa, e percebemos isso em todas as apresentações dos pratos servidos.
Endereço: Alameda Tietê, 489 – Cerqueira César, São Paulo


ADEGA SANTIAGO
A Adega Santiago é um gastrobar. Eles servem vinhos e bebidas das mais diversas localidades e ainda tem uma gastronomia sensacional. Muitos pratos do menu são produzidos na lenha, que dão um sabor todos especial para a comida. A Bacalhoada na lenha e o churros com doce de leite são puro amor. 
Endereço: rua Sampaio Vidal, 1072 – Jardim Paulistano. São Paulo - Av. Magalhães de Castro, 12.000. Shopping Cidade Jardim. 4 andar. São Paulo


SUSHI HIROSHI
O Suhi Hiroshi é o nosso restaurante japonês favorito da vida. Somos extremamente apaixonados por tudo que eles servem. O restaurante é comandado por uma família de orientais, que cuidam de cada detalhe dos alimentos para garantir a perfeição do sabor. Caso você decida conhecer o Sushi Hiroshi, não deixem de experimentar o kibe cru japonês.
Endereço: Rua Capitão Manuel Novaes, 189 – Santana, São Paulo


DUE CUOCHI
O Due Cuochi proporciona uma experiência incrível ao paladar. Eles tem um cardápio bem variado que atende a todos os tipos de gostos. Eles possuem três unidades em São Paulo. A do Shopping cidade Jardim é a mais agradável na nossa opinião… com uma varanda deliciosa. 
Endereços: Av. Magalhães Castro, 12.000 – 3ºpiso – Shopping Cidade Jardim, São Paulo/SP - Rua Manuel Guedes, 93 – Itaim Bibi – São Paulo/SP - Rua Henri Dunant, 1383 – Morumbi Corporate

 

ERA UMA VEZ UM CHALEZINHO
O restaurante mais romântico e lindo da cidade. Tudo no Chalezinho tem um charme incrível. Ele é considerado o restaurante mais romântico de São Paulo e leva a fama de ser o local mais cobiçado para se fazer pedidos de namoro, noivado e casamento. Realmente um ambiente que te transporta para fora de São Paulo. Os fondues são o carro chefe da casa. Um mais delicioso que o outro. O cardápio é muito amplo, tem fondue de shitake e shimeji e até queijo sem lactose. E de sobremesa tem fondue de Nhá Benta, Milka, Lindt e entre outros. Hummm
Endereço: Rua Itapimirum, 11 – Morumbi, São Paulo

     Fonte: Dupla Gourmet por Lais Trovão

Comentários

Comente aqui este post!
Clique aqui!

 

Também recomendo

  •    Pese que o Brasil  seja um dos maiores produtores e exportadores de café do mundo, o café que tomamos é em essência um dos piores, já que quase a totalidade dos grãos nobres tem como destino a exportação. Ainda assim, a maioria dos brasileiros acorda com um boa xícara ou caneca de café quente pela manhã...   (continua)


  •    A rabanada é uma fatia de pão de trigo (pão-de-forma ou baguete) que, depois de molhada em leite, vinho ou calda de açúcar, é passada por ovos e frita. As rabanadas fazem parte de muitas mesas em Portugal, e em várias ceias do Brasil também. Servem-se polvilhadas com açúcar e canela ou regadas com calda de açúcar, xarope de bordo ou mel. Que coisa boa é comer uma rabanada! 


  •    Eliane Contreras, editora de nutrição de Boa Forma, ensina receitas rápidas de overnight oats, uma alternativa leve e saudável para o café da manhã ou lanche.


  •      Toda compra exige uma certa cautela. Se você vai comprar um carro, você conversa antes com alguém que tenha o modelo que você tem interesse; se for usado, você conversa antes com o seu mecânico de confiança. Com o vinho não poderia ser diferente. Na hora de comprar você conversa com um amigo ou vai em uma casa especializada no ramo e conversa com o atendente.   (continua)


  •    Ainda que a maioria dos brasileiros tenham como desjejum apenas uma xícara de café preto e um pão com manteiga, seguem dizendo que o pequeno-almoço ou café-da-manhã é (ou deveria ser, no nosso caso) a principal refeição do dia, para proporcionar energia depois das...   (continua)
     


  •    Quem já ficou no açougue encarando uma lista de cortes, preços e pedaços de carne, expostos ou embalados na gôndola, sem ter a menor ideia de como juntar a intenção ("picadinho" ou "bife", por exemplo) com a oferta (alcatra, coxão mole, patinho etc) sabe a falta que faz conhecer um pouco sobre carnes.   (continua)


  •    Blog do Wessel
    ​  Kebab de cordeiro com pesto de hortelã  -  Um dos mais tradicionais pratos do Oriente Médio é o Kebab, Shish Kebab ou simplesmente espetinho. Kebab em persa significa frito e shish em turco é espetinho. Por isso o verdadeiro nome deste prato é Shish Kebab, que...   (continua)


  •    Um bom vinho fica ainda melhor com uma boa leitura. Para quem gosta de vinho e história, a dica de hoje é o livro "Vinho & Guerra", que narra as aventuras de famílias das regiões vinícolas francesas, durante a II Guerra Mundial, que arriscaram suas próprias vidas para...   (continua)


Copyright 2011-2021
Todos os direitos reservados

Até o momento,  1 visitas.
Desenvolvimento: Criação de Sites em Brasília