Aguarde por gentileza.
Isso pode levar alguns minutos...

 

Acrilic on Canvas - Legião Urbana

Enviado por Gilberto Godoy

   Uma das mais lindas músicas da Legião Urbana. 

"É saudade, então 
E mais uma vez 
De você fiz o desenho mais perfeito que se fez 
Os traços copiei do que não aconteceu 
As cores que escolhi entre as tintas que inventei 
Misturei com a promessa que nós dois nunca fizemos 
De um dia sermos três 
Trabalhei você em luz e sombra 

E era sempre: "Não foi por mal" 
Eu juro que nunca quis deixar você tão triste 
Sempre as mesmas desculpas 
E desculpas nem sempre são sinceras 
Quase nunca são 

Preparei a minha tela 
Com pedaços de lençóis que não chegamos a sujar 
A armação fiz com madeira 
Da janela do teu quarto 
Do portão da sua casa 
Fiz paleta e cavalete 
E com as lágrimas que não brincaram com você 
Destilei óleo de linhaça 
E da sua cama arranquei pedaços 
Que talhei em estiletes de tamanhos diferentes 
E fiz, então, pincéis com seus cabelos 
Fiz carvão do baton que roubei de você 
E com ele marquei dois pontos de fuga 
E rabisquei meu horizonte 

E era sempre: "Não foi por mal" 
Eu juro que não foi por mal 
Eu não queria machucar você 
Prometo que isso nunca vai acontecer mais uma vez 

E era sempre, sempre o mesmo novamente
A mesma traição 

Às vezes é difícil esquecer: 
"Sinto muito, ela não mora mais aqui" 
Mas então, por que eu finjo 
Que acredito no que invento? 
Nada disso aconteceu assim 
Não foi desse jeito 
Ninguém sofreu 
E é só você que me provoca essa saudade vazia 
Tentando pintar essas flores com o nome 
De "amor-perfeito" 
E "não-te-esqueças-de-mim"

Comentários

Comente aqui este post!
Clique aqui!

 

Também recomendo

  •    Rio de Janeiro - Desde o dia 21 deste mês, o acervo do cantor e compositor Milton Nascimento está disponível para visualização e pesquisa no portal do Instituto Antonio Carlos Jobim – www.jobim.org . São cerca de 45 mil itens, entre fotos, documentos, áudios, vídeos e álbuns.   (continua)


  •    Um dia na vida.... essa música dos Beatles rima com este trecho de Hesse: “Somos, fluindo de forma em forma docilmente, movidos pela sede do ser atravessamos o tempo. O dia, a noite, a gruta e a catedral. Assim sem descanso as enchemos uma a uma, e nenhuma nos é o lar, a ventura..." (continua)


  •      Quem nunca dançou ao som de Donna Summer? Nos anos 70, Donna Summer dominou pistas de dança do mundo inteiro, com músicas que não deixavam ninguém ficar parado. A artista conquistou cinco Grammys, o Oscar da música. Exigente com o próprio trabalho, ela uma vez atribuiu o sucesso ao pós-guerra do Vietnã nos Estados Unidos e no mundo.   (continua)


  • "... falar da cor dos temporais
    Do céu azul, das flores de abril
    Pensar além do bem e do mal
    Lembrar de coisas que ninguém viu
    O mundo lá sempre a rodar..."
    (continua)


  •     Linda música, linda interpretação.

    "Não dá pé
    Não tem pé, nem cabeça
    Não tem ninguém que mereça...
     (continua)


  • 'Eu conheço o medo de ir embora
    Não saber o que fazer com a mão
    Gritar pro mundo e saber
    Que o mundo não presta atenção...
    (continua)


  •      Cantora carioca, filha do pianista e compositor Antônio Adolfo, começou a cantar aos 8 anos de idade, quando lançou um compacto ao lado de Mièle. Ainda durante a infância, integrou coros em gravações de artistas como Erasmo Carlos e Ângela Rô Rô. Morou nos Estados Unidos de 1989 e 1991, quando participou do disco "Brasileiro", de Sergio Mendes.   (continua)


  • "Amigos a gente encontra
    O mundo não é só aqui
    Repare naquela estrada
    Que distância nos levará...
    (continua)


Copyright 2011-2024
Todos os direitos reservados

Até o momento,  1 visitas.
Desenvolvimento: Criação de Sites em Brasília