Aguarde por gentileza.
Isso pode levar alguns minutos...

 

O sistema de leitura táctil de William Moon

Enviado por Gilberto Godoy
o-sistema-de-leitura-tactil-de-william-moon

     Ainda que todos saibamos o que é o método Braille  de leitura criado por Louis Braille em 1830, poucos sabemos como ele funciona. Confesso que nunca tinha me interessado pelo assunto até um amigo se acidentar e perder a visão. Ele, em poucas semanas, aprendeu a ler pelo novo método. A explicação é que quando a gente perde um dos sentidos, os outros afloram. Eu tentei algumas vezes, mas lógico que não aprendi nada.

      Mas o que poucos sabem mesmo é que existem outras propostas encaminhadas ao mesmo propósito. Uma delas, que conheci dias atrás, foi a de William Moon em 1843, quando o método Braille não estava largamente difundido ainda. Moon era um jovem que queria ser padre, mas não conseguiu realizar seu desejo porque aos 21 anos, por causa de um longo processo iniciado quando tinha apenas quatro anos ao contrair uma doença infecciosa, ficou cego por completo.

     Depois de muita batalha Moon conseguiu licenciar-se em direito, chegando a ser doutor em leis, mas jamais pôde ser ordenado sacerdote. A partir desse momento decidiu criar um método efetivo e simples para ler livros. Seu objetivo fundamental era conseguir uma versão da Bíblia que os cegos pudessem ler, de modo que partindo de um método próprio de tipografia táctil pensado de forma muito inteligente para que fosse muito simples de aprender, sobretudo para quem já tivesse tido a oportunidade de aprender a ler e escrever normalmente e ficado cego mais tarde. Lutou sem descanso até conseguir seu sonho, ainda que tenha lhe custado anos de experimentação e busca de financiamento. O método Moon foi adotado com rapidez por muitos impressores de livros para cegos, entre os quais se encontrava o próprio William, que com sua própria empresa, na qual costumava empregar pessoas cegas ou com deficiência visual, conseguiu que seu código, junto com o Braille, fosse o mais utilizado neste tipo de livros.

Por que o Braille se impôs com o passar dos anos? O método Moon é simples, mas ele só parece fácil de aprender para quem perdeu a visão após saber ler normalmente - por causa da associação com as letras. O sistema baseia-se em formas singelas inspiradas por letras romanas postas em relevo que, ao ser impressas com os métodos do século XIX, resultavam no problema de transformar pequenos textos em livros muito grossos de complicada encadernação. Hoje em dia a tecnologia já consegue contornar estes problemas, motivo pelo qual este método de leitura táctil está renascendo pouco a pouco.

Se você quiser saber como funciona o método Braille de leitura, existe um curso muito bacana da USP que ensina as pessoas que veem normalmente como funciona o método.

Comentários

  • por: isabela Godoi em quarta-feira, 24 de agosto de 2011
    Olá!!!!!!!!! Conhecer o método Braille é muito interessante.Podemos aprender a ler e escrever em Braille. Aqui vai uma curiosidade:Nós, Videntes(termo usado para quem enxerga) só conseguimos ler o Braille visualizando,ou seja, não temos a capacidade de ler pelo tato como as pessoas cegas. Interessante não é??????? Aqui em Bsb, a escola para deficientes visuais fica na 612 sul.vale a pena conhecer. Lá também oferecem cursos diversos para a comunidade,incluindo o aprendizado do sistema Braille. Bjus a todos Isabela

Também recomendo

  • “Somos, fluindo de forma em forma docilmente, movidos pela sede do ser atravessamos o tempo. O dia, a noite, a gruta e a catedral. Assim sem descanso as enchemos uma a uma, e nenhuma nos é o lar, a ventura, a tormenta. Ora caminhamos sempre, ora somos sempre o visitante, 
A nós não chama o campo, o arado, a nós não cresce o pão...   (continua)


  •    Que o seu Natal seja verdadeiro, caloroso, espontâneo e essencial. Será Natal o que se fizer sincero e gratificante; onde o sorriso agradeça, revele ou transcenda. Há de ser Natal quando possamos festejar por igual e saibamos avaliar perdas, dores, erros e comungar qualidades, feitos, capacidade de prosseguir na luta constante por ver, sentir, saber e...   (continua)


  •    Olho com ternura para o meu chapéu de veludo verde. Ele já teve belas flores de camurça cor de ferrugem num dos lados das abas e, com certeza, dias de maior esplendor e glória quando o comprei numa sofisticada loja em Washington D.C.  Naquele tempo eu tinha 22 anos e fazia minha primeira...   (continua)

  •    Pedro Paulo Pereira Pinto, pequeno pintor português, pintava portas, paredes, portais. Porém, pediu para parar porque preferiu pintar panfletos. Partindo para Piracicaba, pintou prateleiras para poder progredir. Posteriormente, partiu para Pirapora. Pernoitando, prosseguiu para Paranavaí, pois pretendia praticar pinturas para pessoas pobres. Porém...   (continua)


  •    Quando encontrar alguém e esse alguém fizer seu coração parar de funcionar por alguns segundos, preste atenção: pode ser a pessoa mais importante da sua vida. Se os olhares se cruzarem e, neste momento, houver o mesmo brilho intenso entre eles, fique...   (continua)


  •    O que eu tenho não me pertence, embora faça parte de mim. Tudo o que sou me foi um dia emprestado pelo Criador para que eu possa dividir com aqueles que entram na minha vida.  Ninguém cruza nosso caminho por acaso e nós não entramos na vida de alguém sem nenhuma razão. Há muito o que...   (continua)


  •    "Lembrar que estarei morto em breve é a ferramenta mais importante que já encontrei para me ajudar a tomar grandes decisões. Porque quase tudo - expectativas externas, orgulho, medo de passar vergonha ou falhar - caem diante da morte, deixando apenas o que é apenas importante. Não há razão para não seguir o seu coração. Lembrar que..."   (continua)


  •    A noite chegou, o trabalho acabou, é hora de voltar para casa. Lar, doce lar? Mas a casa está escura, a televisão apagada e tudo é silêncio. Ninguém para abrir a porta, ninguém à espera. Você está só. Vem a tristeza da solidão… O que mais você deseja é não estar em solidão…   (continua)


Copyright 2011-2020
Todos os direitos reservados

Até o momento,  1 visitas.
Desenvolvimento: Criação de Sites em Brasília