Aguarde por gentileza.
Isso pode levar alguns minutos...

 

Terapia Comportamental: quando, como e para quê?

Enviado por Gilberto Godoy
terapia-comportamental--quando--como-e-para-que-

   Terapia Comportamental: quando, como e para quê?

   A vida é udinâmica e exige de nós uma constante adaptação às circunstâncias por meio de nossos comportamentos. Dificuldades e problemas são parte do nosso cotidiano, em diversos níveis. Muitas vezes, damos conta de lidar com nossas questões sem ajuda profissional, porém, quando nos deparamos com uma condição na qual não temos as respostas ou soluções para o que precisamos, ou ainda, queremos nos conhecer melhor para atingir um alto nível de crescimento pessoal (autoconhecimento), é necessária a ajuda de quem pode ter alternativas para o nosso problema ou questão existencial, a partir de uma análise isenta que levará o indivíduo a compreender suas questões, razões e causas, levando a uma capacidade de fazer escolhas mais conscientes, entendendo as consequências de cada contexto ao qual estará submetido. A pessoa indicada para ajudar é o profissional preparado a partir de uma formação científica, sólida e criteriosa: o psicólogo comportamental.

   Enfim, são muitas as razões pelas quais uma pessoa pode ir em busca de um psicólogo, desde questões existenciais que remetem ao auto conhecimento como fundamento do processo terapêutico até problemas de natureza familiar, sexual, relacionamentos com o trabalho ou pessoas, dificuldades de auto organização financeira, crise no casamento, dificuldades em tomar decisões, traumas emocionais, dificuldades em lidar com pessoas, irritabilidades, dificuldade em namorar, dificuldade em decidir qual carreira seguir, medo de falar em publico, medo de dirigir, explosões de raiva, timidez, ou até problemas que envolvem somatizações como compulsão por comida, bebida ou drogas, depressão ou pensamentos depressivos, sensação de estar sendo perseguido, ansiedade, síndromes, fobias, questões psiquiátricas e outros.

   O trabalho do psicólogo é muito eficaz desde que seja feito por um profissional capacitado e reconhecido pelo órgão que fiscaliza e regulamenta a profissão, o Conselho Regional de Psicologia, CRP 01, onde os clientes ou pacientes podem encontrar referências a respeito do profissional escolhido. Este aspecto é muito importante pois, como em toda profissão, há pessoas que se intitulam ‘terapeutas’ sem a devida formação profissional.

   A Terapia Comportamental

  A Terapia Comportamental é uma forma efetiva de modificar os problemas psicológicos que possui um consistente conjunto de procedimentos e técnicas descritas e testadas em situações e problemas abordados pela psicologia aplicada. Basea-se na filosofia do comportamentalismo e na análise experimental do comportamento.

   Para o terapeuta comportamental, pensamentos e sentimentos são considerados comportamentos encobertos, diferentes pela forma como se pode ter acesso a eles, pois este se dá por meio do relato verbal do indivíduo. Sendo assim, pensamentos e sentimentos, também, são levados em consideração, analisados e passíveis das intervenções no processo terapêutico. 

   O trabalho do terapeuta comportamental basea-se na análise funcional do comportamento, no levantamento criterioso dos acontecimentos que estejam funcionalmente relacionados aos comportamentos desejáveis ou indesejáveis do cliente. 

 Esta  abordagem é focada na vida presente do indivíduo, entendendo que o que nós somos hoje é a soma de variáveis genéticas com as aprendizagens surgidas a partir da nossa história de vida. O trabalho é orientado para o alívio dos sintomas e para a obtenção de resultados num prazo relativamente curto, tendo a compexidade das queixas apresentadas como diretriz de prognóstico.

   A Terapia Comportamental é especialmente útil para casos de: depressão, ansiedade (ansiedade generalizada, perturbação de pânico, fobias, agorafobia, ansiedade social, ansiedade de desempenho), perturbação obsessiva-compulsiva, problemas conjugais, problemas de natureza sexual, luto, problemas de sono, consumos excessivos, perturbações alimentares e muitas outras.

   Psicologia em Brasília de qualidade você pode encontrar na Clínica Brasília de Psicologia.

    Fonte: Clínica Brasília de Psicologia Ltda

Comentários

Comente aqui este post!
Clique aqui!

 

Também recomendo

  •      São tantas as possibilidades da sexualidade humana e as dúvidas, que resolvemos reproduzir um glossário importante para entender melhor o universo Trans, organizado pelo Correio Braziliense, com a ajuda da psicóloga Isabel Amora do Hospital Universitário de Brasília, HUB.   (continua)


  •    Terapia comportamental pode ajudar pessoas em momentos especiais em que estão sentindo necessidade de solucionar problemas ou questões pessoais, e tem a necessidade de ajuda profissional efetiva.  Geralmente procuram o profissional por meio de indicações de amigos, colegas ou parentes. A procura na internet hoje também é muito comum.   (continua)


  •    A distinção entre reforçadores naturais e arbitrários é problemática em Análise do Comportamento e não há conformidade nos uso desses conceitos dentre os analistas do comportamento. Goldiamond, Ferster, Kohlenberg, Tsai entre outros defendem o uso de reforçadores naturais em detrimento dos arbitrários no contexto aplicado pelos...   (continua)


  •    Palestra proferida pelo professor Gilberto Godoy, CRP 01/6115, por ocasião da Jornada COMO LIDAR COM AS EMOÇÕES: Tristeza, medo e raiva, promovida pela Clínica Brasília de Psicologia em dezembro de 2020.   (continua)


  •    Bons questionamentos de Seiiti Arata Jr.  Ele fundou a Arata Academy em 2007, prestando serviços de treinamento online para jovens empresários e profissionais que procuram alcançar resultados de excelência. Atualmente...   (continua)


  •    Confira no nosso Canal do YOUTUBE -->  AQUI

       A solidão é uma condição humana com potencial tanto para crescimento quanto para aflição. É um sentimento inevitável em alguns momentos da vida, mesmo estando em companhia de outros, portanto mais importante que evitar a dor de se estar só podemos aprender a estar só e extrair o melhor desses momentos.   (continua)


  •   Depressão é a denominação atribuída a um transtorno de humor que se caracteriza por um conjunto de somatizações e alterações de comportamentos, sentimentos, percepção, emoções entre outros e que podem comprometer a adaptação da pessoa à vida pessoal e social. Pode comprometer além da saúde, trabalho, família, estudos e relacionamentos.  (continua)

    Assista o VÍDEO sobre DEPRESSÃO  AQUI.


  •    Que tipo de ciência é a análise do comportamento? Ora descrita como parte da biologia, ora como parte da psicologia, ainda hoje permanece controversa sua posição no cenário científico. B. F. Skinner, talvez o principal epígono (se não prógono) dessa ciência no século XX sustentou diferentes posições sobre...   (continua)


Copyright 2011-2021
Todos os direitos reservados

Até o momento,  1 visitas.
Desenvolvimento: Criação de Sites em Brasília