Aguarde por gentileza.
Isso pode levar alguns minutos...

 

Alimentos que nunca devem ser dados aos cães

Enviado por Gilberto Godoy
alimentos-que-nunca-devem-ser-dados-aos-caes

      Fonte: mother nature network - mnn.com

     Os cães tendem a comer de tudo, indiscriminadamente. Eu tenho dois que parecem dragas, mal termino de colocar a ração em seus potes e já estão abanando o rabo para pedir mais. Comem de tudo que eu der: frutas, legumes e até picolé. Se ouvem o alto falante: “Este é o carro do picolé de um real passando na sua rua!", ficam como loucos e não param de latir enquanto eu não vá comprar os picolés. No entanto, há uns quantos alimentos que os cães não deveriam ingerir sob risco de que fiquem enfermos ou até morram.
 

     1. Chocolate

     O chocolate contém teobromina, um alcaloide que é quimicamente similar à cafeína. O análogo quimicamente puro da teobromina é utilizado em medicina como diurético e estimulante do coração.

     Os cães metabolizam mais lentamente a teobromina e podem ficar doentes e morrer por comer muito chocolate, ainda que gostem (e gostam). Quanto é muito? Depende do tipo de chocolate: chocolate amargo puro tem 10 vezes mais teobromina que o chocolate com leite e milhares de vezes mais que o chocolate branco. Mas o melhor mesmo é evitar que os bichinhos consumam chocolate em geral, já que pode provocar vómitos, diarreias, hiperatividade até chegar a uma parada cardíaca, infartos e morte. Pode demorar horas e inclusive dias para manifestar os sintomas.

     2. Alho

     Ainda que pareça que os animais podem digerir pequenas quantidades de alho em pó, quantidades maiores podem provocar anemia e causar problemas gastrointestinais. No caso do alho, o culpado é o tiossulfato, que é difícil de ser processado pelos cães e gatos e pode causar danos nos glóbulos vermelhos do sangue. Vai fazer uma boa pratada de arroz para os bichos? Esqueça o tempero.

     3. Cebola

     Os níveis de tiossulfato encontrados nas cebolas são tão altos que a converte em um alimento ainda mais perigoso que o alho: em pequenas quantidades pode matar rapidamente cães, gatos e outros animais domésticos.

     4. Abacate

     Não importa se você gosta da fruta, que a considera saudável. O abacate contém uma substância chamada persin, que é extremamente tóxico para os animais. Não é somente a polpa comestível do abacate que é perigosa, senão toda a planta: a semente, galhos e folhas.

     5. Ossos

     Apesar de que nos desenhos animados os ossos sempre acompanham os cães, costume esse absorvido pelo costume popular já que todos tem o costume de separar os ossos para os animais, estes não são nada saudáveis e podem causar estragos no sistema digestivo do animal. Rompimento dos dentes, lesões na boca, ossos colados no estômago, hemorragias graves do reto... a FDA mostra até 10 razões pelas quais é perigoso recompensar nosso cão com um osso.

     6. Cerveja

     A mesma imbecilidade de pais que passam a chupeta do filho na cerveja par acalmá-los e 15 16 anos mais tarde não suporta o cachaceiro mirim que chega em casa todo dia mamado. Muitas pessoas por pura testosteronice tem a mania de recompensar o amigo inseparável com uma "talagada" de cerveja em seu pote, mas o que desconhecem é que os cães por terem um corpo bem menor tem também um metabolismo mais rápido do que o nosso, de modo que não processam corretamente o álcool. Em pequenas doses não é letal, mas há casos em que o animal pode ficar nervoso e ataque ou inclusive fira a si mesmo.

     7. Leite

     A maioria esmagadora dos cães é intolerante à lactose. Se tomarem leite, desenvolverão diarreia. Como não têm enzimas necessárias para dissolver o açúcar no leite, acabam sofrendo de vómitos, diarreias e outras moléstias gastrointestinais. Se notar que seu cãozinho gosta muito de leite, lhe dê só leite sem lactose, misturado em bastante água.

Comentários

Também recomendo

  •    Pense em todos os cães por aí: labradores, poodles e labradoodles; huskies, westies e dogues de Bordeaux; pit bulls, spaniels e vira-latas adoráveis que vão a pet shops. Some todos os cães de estimação no planeta e você chegará a cerca de 250 milhões.   (continua)


  •    Enquanto passeava de caiaque junto a sua esposa pelas águas de Sardina do Norte nas Grandes Canárias, Sergio Rodriguez viu uma bela tartaruga marinha em apuros se aproximando da embarcação. O pobre animal deve ter topado com um banco de lixo e ficou enredado em um saco de ráfia.   (continua)


  •    Praticamente todos os dias nos deparamos com cães e gatos andando nas ruas abandonados. Com a crise aconômica este problema social aumenta. Filhotes, animais doentes, animais velhos ou simplesmente aquele vira lata que nasceu na rua e que poderia viver e morrer nas ruas correndo todos os riscos.   (continua)


  •      Basenji é uma das poucas raças caninas desenvolvidas na África. Há registros de cães semelhantes a esta raça que datam de mais de 4 000 anos, encontrados em desenhos em tumbas egípcias da quarta dinastia. Todavia, é difícil traçar uma relação entre eles, já que o basenji descende de cães saídos do Zaire durante a década de 1830.   (continua)


  •    O comportamento animal evidencia uma complexidade ainda pouco compreendida. A reação de alguns cachorros é parecida a dos humanos quando se trata de perceber uma “mágica” acontecer diante dos seus olhos. Confira. Fonte: tudointeressante.com.br


  •    Alimentar cães é sempre gratificante. A mulher deste vídeo resolveu condicionar os seus com a demonstração de uma rotina de alimentação impressionante. São 11 cães Sheltie e Collie incrivelmente pacientes e inteligentes, que são chamados um a um pelo nome. Haja dedicação!


  •    Quem gosta de cães sabe: eles precisam, acima de tudo de carinho e respeito por parte dos seres humanos. São seres muito sociais e carinhosos que podem ficar seriamente afetados com a solidão e a indiferença. Nenhum animal merece viver acorrentado, sem um espaço mínimo onde possa correr e desenvolver-se.   (continua)


  •    Um grupo de cães adotáveis no Dogs Trust Ireland Rehoming Centre, em Dublin, teve a oportunidade de escolher seus próprios presentes de Natal em duas filas de brinquedos novos e doados, no chão. Alguns cães sabiam exatamente o que queriam e se deliciaram com o brinquedo mais estridente que puderam encontrar, outros demoraram a escolher o que queriam do Papai Noel...   (continua)


Copyright 2011-2020
Todos os direitos reservados

Até o momento,  1 visitas.
Desenvolvimento: Criação de Sites em Brasília