Aguarde por gentileza.
Isso pode levar alguns minutos...

 

As fantásticas salas do conhecimento

Enviado por Gilberto Godoy
as-fantasticas-salas-do-conhecimento

     Ao longo de toda a existência, o homem sempre buscou formas de perpetuar o seu conhecimento e transmiti-lo a gerações futuras. O que seria da história ou do conhecimento se os episódios e vicissitudes da humanidade não estivessem escritos e armazenados em algum lugar? Simplesmente seriam factos que muito rapidamente se tornariam lendas.

     Todos nós temos um local que nos fascina. Um local que possui uma aura quase mágica que nos faz pensar e reflectir sobre os mais diversos aspectos. Um dos locais que mais me fascina e atrai é uma biblioteca antiga, cheia de livros e conhecimento. Percorrer o mesmo local que alguém percorreu há centenas de anos, prateleira após prateleira, armário após armário, com livros que outrora foram a única porta aberta para o conhecimento e evolução da própria humanidade é uma experiência arrebatadora.

     Saber que alguns dos livros de uma biblioteca foram outrora folheados por alunos e mestres que muito possivelmente alteraram a realidade humana através dos seus contributos em áreas como a psicologia, medicina, filosofia, engenharia ou poesia, torna toda a experiência de estar num local destes, no mínimo, fascinante.

     Algumas imagens destas fantásticas salas de conhecimento.


Real Gabinete Português de leitura (1837), Rio de Janeiro, Brasil (talvez um dos espaços mais cativantes)


Biblioteca Abbey (613), Suíça


Biblioteca do Palácio e Convento de Mafra (1715), Portugal


Biblioteca Strahov (1143)- Sala Teológica - Praga, República Checa


Biblioteca George Peabody (1857), USA


Biblioteca do Mosteiro Beneditino (1074), Áustria


Biblioteca do Mosteiro de Melk (1089), Áustria


Biblioteca Sansovino (1560), Roma


Biblioteca do Colégio de Trinity (Séc. XVI), Dublin, Irlanda


Biblioteca do Vaticano (Séc. IV), Vaticano, Roma


Biblioteca Nacional de Áustria (1493), Vienna, Áustria


Biblioteca Klementium, Praga, Republica Checa



     Fonte: http://obviousmag.org/archives/2007/11/as_fantasticas.html#ixzz1cm2NjJxx

Comentários

  • por: Frennessey S. Leal em terça-feira, 20 de novembro de 2012
    Fiquei maravilhada com suntuosidade da arquitetura, é de encher os olhos... Adorei a postagem!

Também recomendo

  •   Uma fantástica recordação dos anos 80. Músicas, desenhos, filmes, seriados, novelas, programas de TV, brinquedos, doces e muito mais. Muito bom, sobretudo pra quem viveu esta década de ouro, relembrar isto tudo.


  •    Imagens de 1976 que mostram o primeiro contato de um homem branco com uma tribo da Papúa Nova Guiné. A tribo chama-se Toulambi e as reações ao ver um homem branco são emocionantes. Coloquem-se na situação deles, pensando como seria ver...   (continua)


  •    Cada língua possui expressões próprias que, orgulhosamente, se apresentam como intraduzíveis em outros idiomas, recipientes de práticas culturais, hábitos, costumes perseguidos em anos e anos de história que...   (contnua)


  •    "Mesmo que não possamos adivinhar o tempo que virá, temos ao menos o direito de imaginar o que queremos que seja.  As Nações Unidas tem proclamado extensas listas de Direitos Humanos, mas a imensa maioria da humanidade não tem mais que os direitos de: ver, ouvir, calar.   (continua)

  •    Um relatório elaborado por Cynthia Quiroga, psicóloga colombiana (o cantor Carlos Gardel morreu em 1935 na colombiana Medellín), integrante da Universidade de Frankfurt (Alemanha, terra onde foi inventado o bandonenón) afirma que o tango eleva o desejo sexual. A Universidade recomenda o tango para casais com problemas de baixa testosterona.   (continua)


  •      Um ritual secular indiano determina que castas hindus consideradas inferiores devem rolar nos restos de alimentos consumidos por membros de uma casta superior. Mas nem é o próprio ritual que é estranho. A parte mais esquisita é que, enquanto ativistas sociais estão realmente buscando proibir a prática, os hindus de "baixa casta" não admitem parar de rolar nas sobras.   (continua)


  •    "Pina", documentário de Wim Wenders sobre a dançarina e coreógrafa alemã Pina Bausch (1940-2009), causou comoção em Berlim. Segundo filme em 3D exibido no festival neste domingoi(13), foi considerado por muitos jornalistas e críticos uma experiência emocionante e profunda. Exibido na seleção oficial sem concorrer ao Urso de Ouro, é um...   (continua)


  •    Moscow City Symphony "Russian Philharmonic", Phonograph Jazz Band. Conductor: Honoured Artist of Russia Sergey Zhilin, Soloists: Yuri Medyanik (bandoneon), Rodion Petrov (violin), Pair of dancers: Inna Svechnikova, Dmitry Chernysh.


Copyright 2011-2019
Todos os direitos reservados

Até o momento,  1 visitas.
Desenvolvimento: Criação de Sites em Brasília