Aguarde por gentileza.
Isso pode levar alguns minutos...

 

Obesidade vai piorar no mundo

Enviado por Gilberto Godoy
obesidade-vai-piorar-no-mundo

     Entre as principais economias do mundo, a obesidade está mais disseminada na Grã-Bretanha e nos Estados Unidos, e se essa tendência continuar cerca de metade dos homens e mulheres nos Estados Unidos será obesa até 2030, disseram especialistas da área da saúde na sexta-feira (26).

     A obesidade está rapidamente substituindo o tabaco como a mais importante causa evitável de doenças crônicas não transmissíveis. A doença será responsável por mais 7,8 milhões de casos de diabetes, 6,8 milhões de casos de doenças cardíacas e derrames e 539.000 casos de câncer nos Estados Unidos até 2030.

     Atualmente, cerca de 32% dos homens e 35% das mulheres são obesos nos Estados Unidos, segundo uma equipe de pesquisadores liderada por Claire Wang na Escola de Saúde Pública Mailman na Universidade Columbia, em Nova York. Eles publicaram suas descobertas em uma série especial de quatro trabalhos sobre obesidade na revista médica The Lancet.

     Na Grã-Bretanha, índices de obesidade vão aumentar até 2030, passando para até 48% entre homens e até 43% entre mulheres - hoje estão em 26% para ambos os sexos. "Mais 668.000 casos de diabetes, 461.000 casos de doenças cardíacas e 130.000 casos de câncer resultaram deste aumento", escreveram.

     Devido ao excesso de comida e à falta de exercícios, a obesidade é hoje um problema crescente em todo lugar e especialistas estão advertindo sobre seus efeitos nos gastos de planos de saúde.

     A obesidade aumenta o risco de doenças cardíacas, derrame, diabetes, câncer, hipertensão e colesterol alto. Por conta da doença, os Estados Unidos estimam um gasto extra de 2,6% em sua conta de planos de saúde - o equivalente a US$ 66 bilhões por ano. Já a conta da Grã-Bretanha vai aumentar em 2% ou 2 bilhões de libras por ano.

Comentários

Comente aqui este post!
Clique aqui!

 

Também recomendo

  •    Estamos perdendo nossa intimidade a passos largos. E não de uma forma clandestina, senão que nós mesmos estamos dispostos a perder porque, em troca, recebemos maior visibilidade, interagimos com mais pessoas, nos beneficiamos com mais vantagens. Por exemplo, à hora de...   (continua)


  •    Um dos acontecimentos mais relevantes da Internet na atualidade é o crescimento exponencial do número de blogs. Inicialmente avaliado como um fenômeno passageiro e restrito a uma minoria de utilizadores, rapidamente se verificou o contrário e os blogs começaram a proliferar a um ritmo vertiginoso.   (continua)


  • Este site contém quase todos os jornais do mundo, atualizados. Muito útil e interessante.

    http://www.newseum.org/todaysfrontpages/flash/


  •     Você olha para seu celular e vê dezenas ou centenas de mensagens não lidas no WhatsApp... Certamente você está em mais grupos do que deveria ou gostaria. Não entre em pânico! Você não está só. Tem sido comum no atual momento...   (continua)


  •    A Google publicou uma trabalho de pesquisa a respeito da inteligência artificial no qual um avançado bot de chat aprendia com um conjunto predeterminado de conversas, para poder oferecer respostas "mais inteligentes". Um aspecto interessante deste bot, é... (continua)


  •    Nesta era tecnológica, as redes sociais se tornaram uma forma fundamental de interagir com nossos amigos e com o mundo, até se converter em um dos rituais cotidianos para alguns. No entanto, o que normalmente começa como um inofensivo hábito virtual...   (continua)


  •    Uma pesquisa do Ibope revelou que, de maneira inédita, a maioria dos brasileiros recebeu informações sobre política via Facebook, Twitter ou WhatsApp. Em um ano, triplicou a parcela da população que escolhe seus comportamentos a partir das informações compartilhadas nesses serviços, registrou o Estadão.   (continua)


  •      A teoria dos seis graus de separação originou-se a partir de um estudo científico, que criou a teoria de que, no mundo, são necessárias no máximo seis laços de amizade para que duas pessoas quaisquer estejam ligadas. No estudo, feito nos Estados Unidos, buscou-se, através do envio de cartas, identificar o números de laços de conhecimento pessoal existente entre duas pessoas quaisquer.   (continua)


Copyright 2011-2020
Todos os direitos reservados

Até o momento,  1 visitas.
Desenvolvimento: Criação de Sites em Brasília