Aguarde por gentileza.
Isso pode levar alguns minutos...

 

Como evitar gripes e doenças respiratórias

Enviado por Gilberto Godoy
como-evitar-gripes-e-doencas-respiratorias

   Durante os meses de inverno, a incidência de gripe e resfriado aumenta de 5 a 7%, segundo o Departamento de Influenza e Virologia Clínica da Sociedade Brasileira de Infectologia. O crescimento se deve, principalmente, ao fato de que as pessoas se aglomeram em lugares fechados e sem ventilação para fugir do frio. "Os agentes transmissores permanecem no ambiente porque não se dissipam no ar, levados pelo vento", diz Fernando Gatti de Menezes, infectologista do Hospital Israelita Albert Einstein, em São Paulo.

   Ao contrário da crença popular, o choque térmico e o frio não são capazes de desencadear resfriado ou gripe. O resfriado é causado por mais de 200 tipos de vírus, dos quais o rinovírus e o coronavírus são os mais comuns. A gripe é provocada por apenas um vírus, o influenza, que possui variações.

   Além do agente infeccioso, as duas doenças se diferenciam pela intensidade dos sintomas e sua duração. O resfriado dura, no máximo, uma semana e manifesta três sinais: coriza, mal-estar e espirro. A gripe, por sua vez, demora de uma a duas semanas para passar e, em acréscimo aos sintomas do resfriado, causa febre acima de 38 graus Celsius, tosse e dores no corpo. A disparidade se deve à ação do influenza, que cai na corrente sanguínea e compromete o pulmão e os músculos, enquanto os vírus causadores do resfriado circulam apenas nas vias aéreas do paciente.

   ​Um resfriado não causa consequências sérias à saúde de uma pessoa. A gripe, por sua vez,  debilita o sistema imunológico e facilita a entrada de bactérias no organismo — abre caminho para uma pneumonia, por exemplo. Por isso, o repouso é recomendado nos dias em que os sintomas da gripe estão mais intensos. Como medida preventiva, o Ministério da Saúde recomenda a vacina da gripe a pessoas com imunidade baixa, como grávidas, crianças de seis meses a cinco anos de idade, idosos com mais de 60 anos, doentes crônicos e mulheres até 45 dias depois do parto.

   O tratamento da gripe e do resfriado é focado na medicação dos sintomas. "As duas doenças são combatidas pelo organismo de forma eficiente", afirma o clínico geral Paulo Olzon, professor da Universidade Federal de São Paulo (Unifesp). Analgésicos, como a dipirona, e antitérmicos são recomendados apenas na presença de fortes dores musculares e de febre acima de 38 graus Celsius. 

   Cinco maneiras de evitar gripes e resfriados

1- Higienizar as mãos

 Quando uma pessoa assoa o nariz, um pouco de secreção nasal pode ficar nas suas mãos. Se essa secreção entrar em contato com outras superfícies, como corrimãos e maçanetas, o vírus permanecerá no local por alguns segundos. Assim, caso outro indivíduo toque na região contaminada e leve a mão ao nariz ou ao olho, será infectado. "Depois de utilizar transporte público ou passar por grandes aglomerações, é preciso lavar as mãos com água e sabão", explica o clínico geral Paulo Olzon, professor da Universidade Federal de São Paulo (Unifesp). Embora seja mais prático, o álcool em gel não pode ser utilizado como método de higiene, diz o médico. "Esse produto não desinfeta as mãos completamente." 

2- Lavar as narinas com soro fisiológico

   A baixa umidade do ar no inverno favorece o ressecamento da mucosa nasal. "O ressecamento diminui a produção de secreção, que possui o anticorpo IgA e ajuda a barrar a entrada dos agentes infecciosos", explica o infectologista Jean Carlo Gorinchteyn, da Rede de Hospitais São Camilo de São Paulo. Esse anticorpo protege o organismo contra infecções virais e bacterianas. Lavar as narinas com soro fisiológico duas vezes ao dia é suficiente.

3- Evitar aglomerações

   Lugares com muitas pessoas, como uma sala de cinema ou um ônibus lotado, favorecem a transmissão do vírus da gripe e do resfriado. Nesses ambientes, fica mais fácil entrar em contato com as secreções e gotículas oriundas de espirros e tosses contaminadas. "Ir ao cinema em horários mais vazios, por exemplo, é uma maneira de evitar o contato com os agentes transmissores da gripe e do resfriado", diz Jean Carlo Gorinchteyn.

4- Ingerir proteínas

   A proteína é o principal nutriente para a produção de anticorpos, que protegem o organismo contra as infecções. Por isso, ter uma dieta balanceada e rica em proteínas, de origem animal ou vegetal — como a soja e o grão-de-bico —, blinda o corpo contra os vírus da gripe e do resfriado. 

5-  Manter 1 metro de distância de pessoas gripadas ou resfriadas

   A tosse e o espirro são as maneiras mais comuns de transmissão da gripe e do resfriado, porque o doente espalha pelo ambiente gotículas e secreções contaminadas, que podem infectar alguém. "É claro que não é necessário evitar o contato com um indivíduo infectado, mas tentar manter uma distância de até 1 metro dessa pessoa ajuda bastante", diz Fernando Gatti de Menezes, infectologista do Hospital Israelita Albert Einstein, em São Paulo.

   Fontes: Jean Carlo Gorinchteyn, infectologista da Rede de Hospitais São Camilo de São Paulo; Fernando Gatti de Menezes, infectologista do Hospital Israelita Albert Einstein, em São Paulo; e Paulo Olzon, clínico geral e professor da Universidade Federal de São Paulo (Unifesp).

Comentários

Comente aqui este post!
Clique aqui!

 

Também recomendo

  •    Você já lavou a louça prestando atenção somente no movimento das mãos? Ou tomou banho experimentando a sensação do sabonete ao tocar sua pele? Caminhou sentindo os pés pisarem no solo? A grande maioria das pessoas certamente responderia não a essas questões – e...   (continua)


  •    Nos Estados Unidos, pelo menos 9% das crianças em idade escolar foram diagnosticadas com TDAH (Transtorno do Déficit de Atenção com Hiperatividade), e estão sendo tratadas com medicamentos. Na França, a percentagem de crianças diagnosticadas e medicadas para o TDAH é inferior a...   (continua)


  •    A chamada síndrome de Asperger, transtorno de Asperger ou desordem de Asperger é uma síndrome do espectro autista, diferenciando-se do autismo clássico por não comportar nenhum atraso ou retardo global no desenvolvimento cognitivo ou da linguagem do indivíduo. A validade do diagnóstico...   (continua)


  •    Para uns, ela é uma droga perversa. Para outros, a 'tábua de salvação'. Trata-se da ritalina, o metilfenidato, da família das anfetaminas, prescrita para adultos e crianças portadores de transtorno de deficit de atenção e hiperatividade (TDAH). Teria o objetivo de melhorar a concentração, diminuir o cansaço e...   (continua)


  •    O que o apresentador André Marques, o diretor Boninho e o ator Leandro Hassum têm em comum? Todos apostaram na redução de estômago para ajudar a conquistar corpo dos sonhos, assim como muitos brasileiros no ano passado. Tanto que os números da...   (continua)


  •   Você já lavou a louça prestando atenção somente no movimento das mãos? Ou tomou banho experimentando a sensação do sabonete ao tocar sua pele?   (continua)


  •    Um dos medos que nossos pais se encarregam de integrar apaixonadamente em nossa infância, junto ao de não tomar banho após comer sob pena de sofrer uma congestão, é que se pisarmos em um prego enferrujado, então provavelmente contrairemos o tétano. Na verdade, nunca sabíamos exatamente o que...   (continua)


  •    Você já se perguntou por que sua dieta não funciona? Um estudo realizado por pesquisadores israelenses indica que a maioria dos estudos nutricionais estão errados e que os alimentos têm um efeito muito diferente em cada pessoa. O trabalho, publicado na última semana na revista Cell, baseia-se no...   (continua)


Copyright 2011-2021
Todos os direitos reservados

Até o momento,  1 visitas.
Desenvolvimento: Criação de Sites em Brasília