Aguarde por gentileza.
Isso pode levar alguns minutos...

 

Mico da arte: o gato por lebre do burro

Enviado por Gilberto Godoy
mico-da-arte--o-gato-por-lebre-do-burro

     Que me perdoem os críticos  de arte, cinema, literatura... mas seu papel sempre me pareceu um pouco cruel, ajuízam e julgam o trabalho de outros podendo afundar na miséria. Entendidos que são, não é incomum que se equivoquem ao fazer alguma resenha crítica a respeito de um trabalho, Pois foi isso que aconteceu com o quadro "Coucher de soleil sul l'Adriatique".

     Corria o ano de 1910 e a exposição O Salão dos Independentes, organizada anualmente em Paris pela Sociedade dos Artistas Independentes, exibia uma obra que chamou a atenção dos críticos e que todos elogiaram ao extremo. O nome do quadro era "Coucher de soleil sul l'Adriatique" (Por de sol no Adriático) supostamente pintado por um genovês, completamente desconhecido, chamado Joachim-Raphaël Boronali.

     No final da exposição, quando o quadro se tornara um grande sucesso de crítica e Boronali era aclamdo pelos críticos de arte, o escritor Roland Dorgelés apresentou-se na sede do jornal Le Matin para revelar a identidade de Boronali: era um burro chamado Lolo.

     Dorgelés e alguns amigos levaram o burro a uma casa abandonada onde amarraram pincéis no seu rabo e estimulavam o animal a balançá-lo de lá pra cá de forma a pincelar uma tela providencialmente colocada atrás do animal. Ademais Boronali é um anagrama de Aliboron, um dos nomes dados ao burro na Idade Média.

     Apesar da patacoada, a obra foi ainda vendida por 400 francos, uma pequena fortuna para a época, que foram doados a um orfanato e hoje faz parte da coleção permanente do espaço cultural Paul Bedu em Milly-la-Forêt. Muitos críticos permaneceram calados durante aquela temporada.

Fonte: Metamorfose Digital

 

  • Burro Lolo

Comentários

Comente aqui este post!
Clique aqui!

 

Também recomendo

  •    O Gato de Botas, um dos mais interessantes dos Contos de Perrault, mereceu uma deliciosa gravura de Doré. A cara do gato conta logo quem é esse grande finório, cheio de truques, inventivo, e que muito ajuda seu amo, o filho do moleiro que graças ao...   (continua)


  •    Paul Cézanne nasceu em 19 de janeiro de 1839, no sul da França, na Provença, região procurada por muitos pintores e artistas pela luminosidade esplêndida e suave que fez e faz a delícia de quem por lá anda. Sua cidade natal é a bela Aix-en-Provence...   (continua)


  •    Bobbie vive a vida ao máximo. Ela vê o positivo em cada situação e aprende com isso. A força interior, profundidade e inteligência de Bobbie se refletem em suas esculturas de bronze. Ela estudou em muitos dos notáveis ​​artistas de hoje e toma influência de Leonardo Bistolfi, Solon e ...   (continua)


  •      Edward Hopper, o mais conhecido pintor realista americano, disse uma vez: “O homem é sua obra. Do nada nunca sai coisa alguma”. Essas palavras dão uma pista sobre um artista que era não somente muito cioso de sua intimidade, mas que fez da solidão e da introspecção temas de seus quadros. (Abaixo, à esquerda, auto-retrato, óleo sobre tela, 1925/30).   (continua)


  •     O jornal mexicano “El Universal” listou as dez obras de arte que considera como “as mais polêmicas da história”. Como quaisquer listas, sempre restritivas, a do veículo da terra do poeta Octavio Paz é questionável, mas pelo menos alguns dos quadros são mesmo controvertidos, provocam polêmicas e geram dezenas de livros e documentários, como é o caso das pinturas do italiano Leonardo Da Vinci, talvez o maior gênio da história da arte. Ou seria Michelangelo?   (continua)


  •    O Homem Vitruviano de Leonardo da Vinci é um desenho famoso que acompanhava as notas feitas pelo artista por volta do ano 1490 num dos seus diários. Descreve uma figura masculina nua separada e simultaneamente em duas posições sobrepostas...   (continua)


  •    Esse é, sem dúvida, o retrato mais famoso em todo o mundo. A pessoa pode até não saber quem é a retratada, mas é difícil encontrar quem nunca a tenha visto em jornal, revista, anúncio, TV ou cinema. Muito já se escreveu sobre ela: são inúmeras as teorias. A fonte mais fidedigna é Vasari que no já citado “Vidas” descreve a ...   (continua)


  •    O Cirque du Soleil ("Circo do Sol", em francês), companhia circense com base em Montreal, Quebec, Canadá, foi criada pela entusiasta das artes circenses, Madame Alice Canton. Foi fundado em Quebec em 1984 por dois ex-artistas de rua, Guy Laliberté e Daniel Gauthier, em resposta a um apelo feito pelo...   (continua)


Copyright 2011-2022
Todos os direitos reservados

Até o momento,  1 visitas.
Desenvolvimento: Criação de Sites em Brasília