Aguarde por gentileza.
Isso pode levar alguns minutos...

 
Filtro:
Março [x]
2014 [x]
  •      O debate sobre o golpe de 1964 está vivo porque muitas das questões daquele ano perduram 50 anos depois. Debatê-las contribui para exorcizar os fantasmas. A ditadura acabou há 35 anos. Seu legado continua presente na economia, na política, na educação, nas grandes obras.
         Em 15 de novembro de 1939, 50 anos após a quartelada que derrubou o Império, a primeira página do então principal jornal do país, O Estado de S.Paulo, não publicou uma única linha a respeito das cinco décadas da República proclamada pelo marechal Deodoro da Fonseca, em 1889. No Rio de Janeiro, a capital da República, a primeira página de O Globo estampou uma foto do ditador Getúlio Vargas num ato alusivo ao cinquentenário, com uma manchete anódina:   (continua)

  •      Procura-se um candidato que tenha menos "gogó". Que não foque sua campanha no ataque, no esbravejar, denunciando problemas dos governantes, na escalada pelo voto. Um político longe do jeito velho e viciado de fazer política desqualificando, formato que perdeu a credibilidade faz tempo, senhores marqueteiros. Essa fórmula – perdoe - já encheu o saco do eleitor, que desliga a TV e o rádio na hora da propaganda eleitoral gratuita. O Brasil precisa de governante pro-ativo, comprometido, ético, ficha limpa.   (continua)

  •      A mesma agência que rebaixou a nota do Brasil na segunda-feira havia elevado o país em novembro de 2011 em meio à crise que abalava a economia europeia. O que mudou de lá para cá? Muita coisa. É mais eficiente corrigir os erros do que atacar a agência, até porque o governo comemorou quando a nota subiu, dizendo que ela "evidenciava o sucesso da gestão da economia brasileira". As contas públicas pioraram, mas o pior fato que ocorreu foi a perda de consistência dos indicadores pela contabilidade criativa. Ontem, a Standard & Poor's apontou a crise do setor elétrico como uma das razões para o rebaixamento. De fato, ela mostrou vários problemas: intervencionismo, mudança de regras, preços definidos por razões eleitoreiras.   (continua)

  •      A comunidade europeia, essa reunião de países cheios de gente mimada, anda querendo discutir se é certo tratar uma criança quando é pequena de menino ou menina. O debate, é evidente, é coisa de gente riquinha que acaba levando a sério delírios da chamada teoria de gênero, essa invenção de professores desocupados com problemas de identidade sexual. De fato, desse jeito, parece que a Europa ocidental acabou mesmo. As escolas europeias, se essa ideia idiota passar, vão virar um antro de "autoritarismo de gênero". Nesse sentido, Putin talvez esteja fazendo um favor aos europeus, lembrando a eles que existe um mundo de preocupações reais, e não os debates idiotas sobre se meninos são meninos e meninas são meninas ou se tudo isso é uma invenção humana como o "croissant".    (continua)

  •      Depois de mais de três anos de discussão no Legislativo, a Câmara aprovou agora a pouco o projeto do Marco Civil da Internet. Por acordo entre os partidos governistas e de oposição, foram mantidos dispositivos que preveem a chamada neutralidade de rede e desobriga as grandes multinacionais da internet de manterem data centers no Brasil. O texto agora segue para o Senado, onde deve ser apreciado com rapidez. O governo deseja apresentar a proposta já aprovada no encontro internacional sobre governança da internet que ocorrerá no fim de abril, em São Paulo.   (continua)

  •      Roberto D'Avila estreiou seu novo Programa, na Globo News, e entrevistou o Ministro Joaquim Barbosa. A estréia ocorreu ontem, 23 de março de 2014, à meia-noite, e foram quase 60 minutos de Programa. Vale a pena conferir o que disse a figura pública em maior evidência no momento. A conferir!

  •      A Banda Di Boresti já faz parte do cenário musical da capital e é conhecida pelas boas apresentações em casas noturnas e shows de alto nível. Agora amplia o trabalho para todo o país. Eles vão gravar um DVD na próxima semana, que marca o aniversário do saudoso Renato Russo, para quem a banda fez uma versão de uma de suas músicas: "Tempo Perdido".   (continua)

     

  • "Tarde sombria.
    Céu nublado.
    Mar agitado.
    Praia deserta.
    Vento sibila.
    Quero voar
    com o vento.
    (continua)

  •      Jovens trabalhadores com empregos temporários, mal remunerados e sem os direitos da geração dos seus pais constituem um novo ator político estudado no Brasil e no exterior. Ainda muito discutido por pesquisadores, o conceito de ‘precariado’ tenta dar conta das transformações econômicas ao longo das últimas décadas e estaria na origem das manifestações que explodiram na Europa e nos EUA a partir de 2008 e no Brasil ano passado.   (continua)

  •      O ex-secretário de Estado americano e ex-membro do Conselho Nacional de Segurança dos EUA Henry Kissinger publicou um artigo no jornal “The Washington Post” em que comenta a situação da Ucrânia e o envolvimento da Rússia nas questões que vêm agitando a política interna ucraniana desde o final do ano passado. O artigo, publicado na quarta-feira, 5, tem o título em inglês de “How The Ukraine Crisis Ends” – numa tradução livre, “Como Termina a Crise da Ucrânia”. ...   (continua)

  •      Em 2007, quando os preços dos imóveis começaram a cair nos EUA, surgiram as primeiras Cassandras vaticinando que em breve o destino brasileiro seria o mesmo. A lógica era simples: também aqui os preços já tinham subido muito, a expansão do crédito imobiliário tinha sido grande e as construtoras construíam como nunca. Lógica simples, porém errada. Todos os pontos eram verdadeiros, mas ignoravam o fator determinante para quem pesava os prós e os contras da compra de um imóvel.   (continua)

  •      A compra do aplicativo Whats App pelo Facebook,  por 19 bilhões de dólares, algo em torno de 45 bilhões de reais, é um escândalo. Trata-se de número pavoroso,  assustador e perigoso. Não sou inimigo do dinheiro, de negócios, ou do que chamam capital, livre iniciativa, mas é que o valor é tão astronômico, tão “galático”, tão gigantesco que fico me perguntando de onde sai tanto dinheiro para realizar uma compra dessas? Se o valor pago fosse um décimo disso seria espantoso, mas “dezenove bi”... Convenhamos!    (continua)

  •      Dentre os mais de 6 mil hospitais do sistema de saúde brasileiro, 24 se destacam como centros de excelência internacional e possuem a mais importante certificação hospitalar do mundo, concedida pela Joint Commission International (JCI). A certificação da JCI é válida por três anos e é concedida...   (continua)

  •      Esta mensagem de interesse público foi realizada pela organização não governamental 'Save the Children', de defesa dos direitos da criança no mundo e serve como conscientização e, sobretudo, um convite à ação para salvar as crianças da Síria que estão capturadas em uma guerra civil desde 15 de marco de 2011. Três anos depois, a guerra continua.   (continua)

  •      Um grupo internacional de pesquisadores, fuçando dados de arquivo de busca por planetas fora do Sistema Solar ao redor das menores e mais comuns estrelas do Universo, encontrou oito novos candidatos, dos quais possivelmente quatro são mundos habitáveis. Todos entram na categoria das “superterras” — planetas maiores que o nosso, mas mais modestos que Netuno, o menor dos gigantes gasosos em nosso Sistema Solar. O mais próximo está a apenas 17 anos-luz de distância, uma ninharia em termos cósmicos.   (continua)

  •      Quem procura por um lugar incrível para passar as próximas férias, seja de verão ou inverno, não pode perder a seleção a seguir. São 23 destinos particulares, que com certeza irão marcar para sempre a vida dos turistas que se arriscarem a conhecê-los. De cenários montanhosos e restaurantes à beira-mar, ao oceano azul da Grécia e a eternavista da Torre Eiffel, eles têm em comum o poder de encantar até o mais exigente dos visitantes. Confira nas imagens em Post completo.

  •      O jornalismo está sendo colocado diante de um novo e pra lá de complexo dilema. Trata-se do delicado problema da gestão de reputações pessoais e institucionais na internet, uma área da comunicação pública que passou a ser considerada estratégica pelos principais organismos de segurança de nações, como os Estados Unidos, Canadá, Austrália, Nova Zelândia e Inglaterra. [Estes países formam a Five Eyes Alliance (Aliança dos Cinco Olhos).    (continua)

  •      A diversidade musical sempre marcou o Carnaval de Salvador. Neste ano, não podia ser diferente. Logo na abertura do Circuito Dodô (Barra/Ondina), um palco no Farol da Barra com atrações que balançaram o público. Dentre elas o grupo britânico Stomp, Quabales, Baby do Brasil, a banda mirim do Olodum e, acreditem, tudo isso comandado pela música clássica da Orquestra Sinfônica da Bahia (Osba). As apresentações transformaram a Barra, bairro que está ganhando cara nova com as obras de requalificação, num Baile de Máscaras às antigas, ao som das populares marchinhas.   (continua)

Copyright 2011-2019
Todos os direitos reservados

Até o momento,  17260808 visitas.
Desenvolvimento: Criação de Sites em Brasília