Aguarde por gentileza.
Isso pode levar alguns minutos...

 

Djokovic e suas estratégias psicológicas

Enviado por Gilberto Godoy
djokovic-e-suas-estrategias-psicologicas

   Quando ganhou um game no terceiro set contra Roger Federer na  final do US Open em 2017, Novak Djokovic comemorou com o dedo na cabeça, apontando para sua principal aliada: a "força mental". Essa força, segundo ele, começou a crescer ainda na infância. Entre bombas e correria na antiga Iugoslávia, Djokovic lidou desde cedo com uma pressão incomum. Hoje, colhe os frutos da fase em que conviveu com a guerra.

   Djokovic ainda era garoto durante os conflitos que dominaram a região de Belgrado no início dos anos 1990. Correr para abrigos antibombas e ouvir explosões era comum. Em uma de suas festas de aniversário, o barulho das explosões se misturou ao  "parabéns".

   "Cresci em circunstâncias que não eram muito comuns. Elas me moldaram e moldaram meu caráter. Essas lembranças me dão aquela força extra que uso em situações difíceis", contou ele ao The New York Times. "Essa situação ajudou a aumentar minha força mental. Sou mais forte agora".

   Quando bombas não estavam explodindo, Djokovic jogava tênis em qualquer canto da casa e treinava em espaços improvisados como piscinas vazias. Ele só deixou sua terra aos 12 anos, quando foi se dedicar ao tênis na Alemanha. Mas raízes são raízes.

   "Vivo muitas emoções na quadra, como todos os outros. Só acho que, com o tempo, aprendi como usar minha experiência para lidar com tanta pressão em momentos complicados", resume o sérvio.

   Carismático, Djokovic costuma ter o apoio da torcida nas partidas, mas isso muda em alguns torneios. Contra Federer no último Aberto dos EUA, por exemplo, a maioria estava ao lado do rival. "Quando eles gritavam 'Roger' eu imaginava que eles estavam gritando 'Novak'". A estratégia deu certo, e hoje Djoko vive uma das melhores temporadas de sua carreira.

     Fonte: UOl/esportes

Comentários

Comente aqui este post!
Clique aqui!

 

Também recomendo

  •    Uma verdadeira Bíblia sobre a história da seleção brasileira. Assim pode ser definida a obra do pesquisador e historiador Airton Fontenele, o oitavo livro do escritor cearense sobre o tema Copa do Mundo.   (continua)


  •    As imagens de um voo de wingsuit estabilizado por pelo plugin ReelSteady feito pelo corajoso Graham Dickinson são para além do impressionante.   (continua)

       Dica: assista em tela cheia HD.


  •    Nem sempre o que parece é! Este comercial patrocinado por uma loja de departamentos mexicana e estrelado pelo bam-bam-bam do futebol Freestyle, Sean Garnier, que disfarçado como um senhor idoso, ensina uma lição a alguns jovens.


  •    O tenista profissional sérvio Novak Djokovic, certamente um dos maiores nomes da história do tênis, é de longe o sujeito mais "simpático e palhação do tênis, sempre distribuindo sorrisos e cheio do melhor humor. Para quem gosta do esporte é sempre uma aula de técnicas e de alegria ver um jogo dele.


  •    Este post é para os amantes do basquetebol. Stephen Curry, do Golden State Warriors, de Oakland, foi eleito o melhor e o jogador mais valioso do basquete. Ele foi escolhido por 131 jornalistas esportivos dos Estados Unidos e do Canadá, com direito...   (continua)


  •      FuteGolfe é um esporte viciante e divertido diversão que combina golfe e futebol. Geralmente é jogado em campos de golfe e os jogadores têm de dar a chutada em uma bola de futebol em buracos com o menor número de chutes possíveis.   (continua)


  •    Chega a ser engraçado. Neste vídeo de comparação, Bill Holand entrando para um pit stop em 1950 na prova de Indianápolis 500. Naquela época, apenas quatro membros da equipe eram autorizados a trabalhar no carro. Tempo de parada: 67 segundos. Em seguida, vemos um pit stop da Ferrari de Alonso em 2013 no GP da Austrália, em Melbourne. Tempo de parada: 3 segundos.   (continua)


  •      Mundial de Ironman 1997, em Kona. Wendy Ingraham e Sian H. Welch chegam na linha de chegada no limite da exaustão. As pernas não respondem mais, mas o que vale é se superar. Confira!
     


Copyright 2011-2020
Todos os direitos reservados

Até o momento,  1 visitas.
Desenvolvimento: Criação de Sites em Brasília