Aguarde por gentileza.
Isso pode levar alguns minutos...

 

Mexico discute casamentos renováveis a cada dois anos

Enviado por Gilberto Godoy
mexico-discute-casamentos-renovaveis-a-cada-dois-anos

    A fim de reduzir o número de divórcios, garantir a manutenção dos filhos e agilizar os trâmites administrativos em caso de uma ruptura a assembléia legislativa do Distrito Federal, no México discutirá a proposta de casamentos renováveis. Na Cidade do México, cinco de cada dez casais acabam se separando. Por isso, propõem casamentos renováveis, isto é, contratos de dois anos. Dito contrato seria opcional, o que evitaria a carga de trabalho por julgamentos relacionados a divórcios.
 
     - "Dois anos é um tempo mínimo que já permite conhecer e avaliar como é sua vida a dois. Se renovar, significará que há um entendimento  com seu parceiro, que sabe quais são as regras da relação e que ambos os cônjuges têm certeza jurídica de seus direitos e obrigações", afirma a deputada Lizbeth Rosas.

      - "Se antes desses dois anos os cônjuges decidem que o casamento não seu certo, podem divorciar de maneira tradicional, ninguém pode obrigar ninguém a ficar juntos", esclarece.

     O contrato inclui acordos prévios entre o casal antes de casar-se. Neles poderiam determinar por exemplo, quanto cada um deveria pagar para a manutenção dos filhos ou o tempo durante o qual se pagaria uma pensão a algum dos membros em caso de separação.

     Mas nem todos estão de acordo, alguns deputados consideram que a proposta vai na contramão do conceito tradicional de que o casamento é para toda a vida.

     Consolo Mendoza, diretora de União Nacional de Pais de Família, diz que esse "tipo de iniciativas criam uma cultura do descartáveis em temas tão importantes para a sociedade. Se os pais têm diferenças, primeiro devem buscar outras soluções".

     - "Imagine só o impacto emocional que teria para uma criança", diz Mendoza. "A angústia de pensar a cada dois anos se mamãe e papai vão renovar o contrato"

     Fonte: BBC Mundo

Comentários

Comente aqui este post!
Clique aqui!

 

Também recomendo

  •   Em maio de 1955, a revista Housekeeping Monthly publicou um artigo chamado “o guia da boa esposa”, que ditava o que a mulher deveria fazer para ser boa com seu marido e filhos. É difícil de acreditar mas é interessante olhar para o passado e ver como nossa cultura continua a mudar.
    1. Tenha o jantar sempre pronto. Planeje com antecedência. Esta é uma maneira de deixá-lo saber que se importa com ele e com sua necessidades; 2. A maioria dos homens estão com fome quando chegam em casa, e esperam por...   (continua)


  •    Se você acha que é mais fácil negar um pedido de amizade online do que evitar uma pessoa cara-a-cara, você não está sendo tão “misericordiosa” assim: esse tipo de exclusão dói tanto quanto o outro. Segundo um novo estudo, pessoas que são excluídas por outras online, como nas...   (continua)


  •    Depois de muito meditar sobre o assunto concluí que os casamentos são de dois tipos: há os casamentos do tipo tênis e há os casamentos do tipo frescobol. Os casamentos do tipo tênis são uma fonte de raiva e ressentimentos e terminam sempre mal.   (continua)


  •    Raymundo de Lima
       Há um grave e silencioso problema social entre homens e mulheres em nosso tempo: o temor de passarem dos 30 anos e ficarem solteiros. Hoje, de Nova York a Cingapura, passando por Maringá, não conseguir encontrar a alma gêmea...   (continua)


  •    A internet mudou a vida para melhor. É comum conhecer alguém pelas redes sociais. Pela web, dá para fazer perguntas essenciais e chegar ao primeiro encontro sabendo até quantos implantes alguém tem na boca – algo que facilita a intimidade.   (continua)


  •    O amor é química, emoção, sentimento e, sobretudo, metafísica. Ao menos esta última deduzimos da história vital de um casal californiano, que se casou há 62 anos e cumpriu sua promessa de viver juntos até que a morte os separasse.   (continua)


  •    Ninguém duvida que o casamento representa uma boa mudança nas contingências de vida de um casal. Hábitos, comportamentos encadeados mudam significativamente. As mudanças que devem enfrentar e o processo de adaptação que exige compartilhar sua vida...   (continua)


  •    A promessa "até que a morte nos separe" é cada vez menos cumprida pelos casais. A possibilidade de se divorciar com mais facilidade e ter a esperança de iniciar uma nova vida com outra pessoa faz com que muitos relacionamentos acabem. De acordo com o IBGE...   (continua)
       * Veja sobre Psicólogo Brasília na Clínica Brasília de Psicologia ou AQUI.


Copyright 2011-2019
Todos os direitos reservados

Até o momento,  1 visitas.
Desenvolvimento: Criação de Sites em Brasília