Aguarde por gentileza.
Isso pode levar alguns minutos...

 

O Homem Vitruviano

Enviado por Gilberto Godoy
o-homem-vitruviano

   O Homem Vitruviano de Leonardo da Vinci é um desenho famoso que acompanhava as notas feitas pelo artista por volta do ano 1490 num dos seus diários. Descreve uma figura masculina nua separada e simultaneamente em duas posições sobrepostas com os braços inscritos num círculo e num quadrado.[1] A cabeça é calculada como sendo um oitavo da altura total. Às vezes, o desenho e o texto são chamados de Cânone das Proporções.

   O desenho atualmente faz parte da coleção da Gallerie dell'Accademia (Galeria da Academia) em Veneza, Itália.

Examinando o desenho, pode ser notado que a combinação das posições dos braços e pernas formam quatro posturas diferentes. As posições com os braços em cruz e os pés são inscritas juntas no quadrado. Por outro lado, a posição superior dos braços e das pernas é inscrita no círculo. Isto ilustra o princípio que na mudança entre as duas posições, o centro aparente da figura parece se mover, mas de fato o umbigo da figura, que é o verdadeiro centro de gravidade, permanece imóvel.

   O Homem Vitruviano é baseado numa famosa passagem do arquitecto/arquiteto romano Vitrúvio na sua série de dez livros intitulados de De Architectura, um tratado de arquitetura em que, no terceiro livro, ele descreve as proporções do corpo humano masculino:

um palmo é o comprimento de quatro dedos

um pé é o comprimento de quatro palmos

um côvado é o comprimento de seis palmos

um passo são quatro côvados

a altura de um homem é quatro côvados

"erit eaque mensura ad manas pansas"

o comprimento dos braços abertos de um homem (envergadura dos braços) é igual à sua altura

a distância entre a linha de cabelo na testa e o fundo do queixo é um décimo da altura de um homem

a distância entre o topo da cabeça e o fundo do queixo é um oitavo da altura de um homem

a distância entre o fundo do pescoço e a linha de cabelo na testa é um sexto da altura de um homem

o comprimento máximo nos ombros é um quarto da altura de um homem

a distância entre a o meio do peito e o topo da cabeça é um quarto da altura de um homem

a distância entre o cotovelo e a ponta da mão é um quarto da altura de um homem

a distância entre o cotovelo e a axila é um oitavo da altura de um homem

o comprimento da mão é um décimo da altura de um homem

a distância entre o fundo do queixo e o nariz é um terço do comprimento do rosto

a distância entre a linha de cabelo na testa e as sobrancelhas é um terço do comprimento do rosto

o comprimento da orelha é um terço do da face

o comprimento do pé é um sexto da altura


   Vitrúvio já havia tentado encaixar as proporções do corpo humano dentro da figura de um quadrado e um círculo, mas suas tentativas ficaram imperfeitas. Foi apenas com Leonardo que o encaixe saiu corretamente perfeito dentro dos padrões matemáticos esperados.

   O redescobrimento das proporções matemáticas do corpo humano no século XV por Leonardo e os outros é considerado uma das grandes realizações que conduzem ao Renascimento italiano.

   O desenho também é considerado frequentemente como um símbolo da simetria básica do corpo humano e, por extensão, para o universo como um todo.

   É interessante observar que a área total do círculo é idêntica à área total do quadrado (quadratura do círculo) e este desenho pode ser considerado um algoritmomatemático para calcular o valor do número irracional phi (aproximadamente 1,618).

     Fonte: Wikipédia

Comentários

Comente aqui este post!
Clique aqui!

 

Também recomendo

  •    Bobbie vive a vida ao máximo. Ela vê o positivo em cada situação e aprende com isso. A força interior, profundidade e inteligência de Bobbie se refletem em suas esculturas de bronze. Ela estudou em muitos dos notáveis ​​artistas de hoje e toma influência de Leonardo Bistolfi, Solon e ...   (continua)


  •      Edward Hopper, o mais conhecido pintor realista americano, disse uma vez: “O homem é sua obra. Do nada nunca sai coisa alguma”. Essas palavras dão uma pista sobre um artista que era não somente muito cioso de sua intimidade, mas que fez da solidão e da introspecção temas de seus quadros. (Abaixo, à esquerda, auto-retrato, óleo sobre tela, 1925/30).   (continua)


  •     O jornal mexicano “El Universal” listou as dez obras de arte que considera como “as mais polêmicas da história”. Como quaisquer listas, sempre restritivas, a do veículo da terra do poeta Octavio Paz é questionável, mas pelo menos alguns dos quadros são mesmo controvertidos, provocam polêmicas e geram dezenas de livros e documentários, como é o caso das pinturas do italiano Leonardo Da Vinci, talvez o maior gênio da história da arte. Ou seria Michelangelo?   (continua)


  •    Esse é, sem dúvida, o retrato mais famoso em todo o mundo. A pessoa pode até não saber quem é a retratada, mas é difícil encontrar quem nunca a tenha visto em jornal, revista, anúncio, TV ou cinema. Muito já se escreveu sobre ela: são inúmeras as teorias. A fonte mais fidedigna é Vasari que no já citado “Vidas” descreve a ...   (continua)


  •    O Cirque du Soleil ("Circo do Sol", em francês), companhia circense com base em Montreal, Quebec, Canadá, foi criada pela entusiasta das artes circenses, Madame Alice Canton. Foi fundado em Quebec em 1984 por dois ex-artistas de rua, Guy Laliberté e Daniel Gauthier, em resposta a um apelo feito pelo...   (continua)


  •    Uma das primeiras regras de museus, que abrigam grandes obras de arte é 'Você pode olhar, mas você não pode tocar". Mas e a comunidade de cegos e deficientes visuais que usam seu sentido do tato para experimentar o mundo? O projeto "Unseen Art" ("Arte Invisível"), uma iniciativa, criada pelo...   (continua)


  •     O Expressionismo foi um movimento artístico e cultural de vanguarda surgido na Alemanha no início do século XX, transversal aos campos artísticos da arquitetura, artes plásticas...  (continua)


  •    O centro político de Florença, na bela e majestosa Piazza della Signoria, ao lado do edifício onde batia o coração do poder na extraordinária Cidade-Estado, fica a estátua de Cosimo I de Medici, Duque de Florença, e primeiro Grão Duque da Toscana ( 1519/1574). Ele não era descendente direto do...   (continua)


Copyright 2011-2019
Todos os direitos reservados

Até o momento,  1 visitas.
Desenvolvimento: Criação de Sites em Brasília