Aguarde por gentileza.
Isso pode levar alguns minutos...

 

Para os nascidos antes de 1986 - Maro Mannes

Enviado por Gilberto Godoy
para-os-nascidos-antes-de-1986---maro-mannes

   De acordo com os reguladores e burocratas de hoje, todos nós que nascemos nos anos 60, 70 e princípios de 80, não devíamos ter sobrevivido até hoje, porque as nossas caminhas de bebê eram pintadas com cores bonitas, em tinta à base de chumbo, altamente tóxicas, que nós muitas vezes lambíamos e mordíamos.

   Não tínhamos frascos de medicamentos com tampas à prova de crianças, ou fechos nos armários e podíamos brincar com as panelas numa boa.

   Quando andávamos de bicicleta, não usávamos capacetes, cotoveleiras e joelheiras, e olha que mertiolate ardia mais do que ácido!

   Quando éramos pequenos viajávamos em carros sem cintos de segurança e airbags, ir no banco da frente era um bônus.

   Bebíamos água da mangueira do jardim e não de garrafa, que na época nem vendia.

   Comíamos batatas fritas, pão com manteiga e outras porcarias mas dificilmente engordávamos porque estávamos sempre loucos para brincar na rua com os amigos.

   Partilhávamos garrafas e copos com dezenas de colegas e nunca morremos disso.

   Passávamos horas a fazer carrinhos de rolamentos e depois andávamos a grande velocidade pela rua mais íngreme, para só depois nos lembrarmos que esquecemos de montar algum tipo de freio.

   Saíamos de casa de manhã e brincávamos o dia todo, desde que estivéssemos em casa antes de escurecer.

   Estávamos incontactáveis e ninguém se importava com isso.

   Não tínhamos Play Station, X Box, nada de 100 canais de televisão, filmes de vídeo, home cinema, celulares, computadores, DVD, Chat na Internet.

   A Tv pegava no máximo globo, sbt e manchete!

   Tínhamos amigos e para vê-los era só ir pra rua.

   Caíamos de muros e de árvores, nos cortávamos, até partíamos ossos, apertavamos as campainhas dos vizinhos, fugíamos e tínhamos mesmo medo de sermos apanhados.

   Tudo isso sem ninguém processar ninguém!

   Íamos a pé para casa dos amigos.

   Acreditem ou não íamos a pé para a escola; não esperávamos que a mamãe ou o papai nos levassem.

   Criávamos jogos com simples paus e bolas.

   Se infringíssemos a lei era impensável os nossos pais nos safarem.

   Eles estavam era do lado da lei.

   Esta geração produziu os melhores inventores e desenrascados de sempre.

   Os últimos 50 anos têm sido uma explosão de inovação e ideias novas.

   Tínhamos liberdade, fracasso, sucesso e responsabilidade e aprendemos a lidar com tudo.

   És um deles? Parabéns!

   Passa esta mensagem a outros que tiveram a sorte de crescer como verdadeiras crianças!

   Para todos os outros que não têm a idade suficiente, pensei que gostariam de ler acerca de nós.

   Isto, meus amigos é surpreendentemente medonho… E talvez ponha um sorriso nos vossos lábios.

   A maioria dos estudantes que estão hoje nas universidades e nasceram em 1986, ou depois, chamam-se “jovens”!

   Nunca ouviram “we are the world”.

   Para vocês sempre houve uma só Alemanha e um só Vietnã.

   O HIV sempre existiu.

   Os CD’s sempre existiram.

   O Michael Jackson sempre foi branco.

   Para eles o John Travolta sempre foi redondo e não conseguem imaginar que aquele gordo foi um Deus da dança.

   Acreditam que “Missão impossível” e “As Panteras” são filmes da atualidade.

   Não conseguem imaginar a vida sem computadores.

   Não acreditam que houve televisão preto e branco e quem tinha era rico.

   Agora vamos ver se estamos ficando velhos:

1. Entendes o que está escrito acima e sorri?;
2. Precisas dormir mais depois de uma noitada?;
3. Os teus amigos estão todos casados?;
4. Se surpreende ao ver crianças tão a vontade com computadores?;
5. Se lembra da novela “dancing days”?;
6. Encontra amigos e falas dos bons e velhos tempos?;
7. Vai encaminhar este texto para outros amigos porque achas que vão gostar?

   Se a resposta é COM CERTEZA para a maioria dos, SIM, ESTAMOS VELHOS (heheheh)… Mas tivemos uma infância maravilhosa.

     Fonte: BBCNews.com.br 

Comentários

Comente aqui este post!
Clique aqui!

 

Também recomendo

  •    Uma estranha amostra de cortesia entre bandidos ocorreu na província central de Hunan, na China: dois homens dividiram um táxi, e ao chegar ao seu destino, o que desceu por último se deu conta de que tinha perdido seu iPhone. O sujeito então enviou um SMS para seu próprio celular com a seguinte mensagem:   (continua)


  •    Lily estava prestes a completar 6 aninhos de vida e seus pais decidiram lhe preparar uma surpresa. Alguns presentes e, por fim, uma viagem para a Disney. A reação dela ao saber do presente é linda e emociona. Emocionante! Vale a pena ver o video.


  •    Estas são algumas coisas que muitos deles não aguentam. O amor, a paixão por mais doce que pareçam, pode chegar a pender por um fio tênue. Só bastam certos detalhezinhos, de parte a parte, para que a coisa comece a fraquejar. Por agora nos ocuparemos de alguns comportamentos...   (continua)


  •    E assim vai a vida...


  •    Não cumprir com suas obrigações na cama poderia custar muito caro para quem vive na França. Um homem de 51 anos recebeu uma multa de 10 mil euros por faltar ao código civil francês, no qual se assinala que os casados devem sempre "compartilhar uma vida comunal".   (continua)

     


  •    Alguns se sentem mais confortáveis à luz do dia, popularmente se diz que são aqueles que vão dormir e acordar com as galinhas, mas outros preferem o breu da noite e muitas vezes vão dormir quando os outros se preparam para levantar.   (continua)


  •    O sapato está apertado e a festa é hoje? O cachorro encheu sua calca de pelos e a reunião é em 30 minutos? Comprou um anel e ele deixou seu dedo verde? Cade a pinça que estava na gaveta? Com certeza você já passou por alguma dessas situações...   (continua)


  •     " Eles nasceram sem cor, numa família de pretos. Três irmãos que sobrevivem fugindo da luz, procurando alegria no escuro...   (continua)


Copyright 2011-2019
Todos os direitos reservados

Até o momento,  1 visitas.
Desenvolvimento: Criação de Sites em Brasília