Aguarde por gentileza.
Isso pode levar alguns minutos...

 

Tênis de mesa jogado por um robô

Enviado por Gilberto Godoy

     O mecânico industrial Ulf Hoffmann construiu um robô, ao qual denominou UHTTR-1, que, lógico, joga tênis de mesa com o auxílio de sua própria câmera. Não é tão agressivo como alguns jogadores, mas é um bom parceiro para treinar a prática do ping-pong. Não sabe dar cortadas mas quem sabe aprende. Hoffman menciona que seu filho adicionou texto e música para o vídeo para que não ficasse tão chato. 

     Fonte:  http://ulfhoffmannroboter.wordpress.com/2014/03/05/es-ist-vollbracht/

Comentários

Comente aqui este post!
Clique aqui!

 

Também recomendo

  •      Mundial de Ironman 1997, em Kona. Wendy Ingraham e Sian H. Welch chegam na linha de chegada no limite da exaustão. As pernas não respondem mais, mas o que vale é se superar. Confira!
     


  •    Imagine um homem de 49 anos de idade que devora cinco remédios diferentes por dia, não abre mão de uma garrafa de vinho, muitas cervejas come quilos de batatas fritas e bastante chocolate. Para completar, considere que alguns de seus últimos check-ups diagnosticaram-lhe um quadro de depressão, entre outros problemas.   (continua)



  •      O jogo era entre TianJin e Army no campeonato chinês de voleibol feminino. Eis que alguém apertou o botão de "eternizar" o jogo... um rally interminável e espetacular começa. O espectador pode até pensar que a bola jamais irá tocar o chão outra vez jamais diante da infindável troca de bolas. Incrível!


  •    Quem gosta de tênis já deve ter se perguntado qual a maior troca de bolas num jogo profissional. Longas trocas são cansativas mas muito bonitas de serem vistas. Este post conta um pouco das histórias de longas trocas de bolas.   (continua)


  •    Ismael Hamdaoui faz coisas com a bola que os olhos humanos mal conseguem compreender. O tipo de coisa que exige o replay da cena em câmera lenta para apreciar plenamente o que está acontecendo. Em uma recente partida de futsal na bélgica, ele deixou seus adversários atônitos com suas habilidades.


  •      Para quem gosta de corridas automobilísticas. Uma última volta pra ficar na história do automobilismo. Realmente incrível!


  •    A promessa se chama Kwe'shaun Parker, e não é por acaso que ele vem sendo comparado a Michael Jordan. Ele tem 1,88 metros, relativamente baixo para o esporte, praticamente voa no campeonato colegial de basquete e deve logo estrear no universitário. Ainda que uma bandeja renda...   (continua)


  •    Quando ganhou um game no terceiro set contra Roger Federer na final do último Aberto dos EUA, Novak Djokovic comemorou com o dedo na cabeça, apontando para sua principal aliada: a "força mental". Essa força, segundo ele, começou a crescer ainda na infância.   (continua)


  •    A capacidade de realização que o norte-americano tem é algo que outros países só conseguem imitar. Não sei se os inglêses atingem o mesmo nível, mas neste país, há clubes e encontros para tudo. Qualquer interesse, hobby ou paixão ganha um grupo, uma associação...   (continua)


  •    Ela é Michelle Janneke, 19 anos, integrante da equipe de atletismo australiana e vem iluminando a internet nos últimos dias. Arrasou no IAAF Campeonato Mundial de Juniores, ocorrido ano em 2014 em Barcelona, antes, durante e depois da prova de 100 metros com obstáculos.   (continua)


  • “Foi-se a Copa? Não faz mal.
    Adeus chutes e sistemas.
    A gente pode, afinal,
    cuidar de nossos problemas.
    (continua)


  •    Há mais de um ano Paul Breitner esteve no Brasil e concedeu excelente entrevista à ESPN Brasil. Ele disse, entre outras coisas, que "Não basta ter uma casa bonita se você não fornecer experiência. A experiência precisa ser completa: desde a...   (continua)


Copyright 2011-2019
Todos os direitos reservados

Até o momento,  1 visitas.
Desenvolvimento: Criação de Sites em Brasília