Aguarde por gentileza.
Isso pode levar alguns minutos...

 
Filtro:
cinema [x]
  •      O Curta 'The Power of Nature' é um desses vídeos de impressionar. O som deve estar alto. O curta mostra imagens e fenômenos naturais por todo mundo, mostrando que quando "quer", a natureza dá o seu recado aos humanos, mostrando-nos que somos "nada" diante da sua assustadora "fúria". A também ótima trilha é Planet Boom do Tune of Soul.

  •    Uma lista de filmes especiais que tem como pano de fundo a beleza da Itália e seus encantos. Há tempos que queria organizar esta lista. Taí.
       1. De Encontro com o Amor (Brad Mirman, 2005)
    A história se passa na Toscana rural, numa vila muito linda. Jeremy Taylor (Joshua Jackson) é um jovem escritor que está à procura de seu ídolo, Weldon Parish (Harvey Keitel). Parish vive atualmente recluso, decisão que tomou após passar por...   (continua)

  •    Lista de quarenta filmes com temas relacionados com História, para quem gosta do gênero.
      Nós que aqui estamos por vós esperamos (1999) – Direção: Marcello Masagão. Um documentário sensacional. Com recortes biográficos reais para representar o século XX e toda sua efervescência. Sem seguir a típica e didática linha cronológica dos documentários tradicionais, este, além de...   (continua)
    * Veja sobre Psicólogo Brasília na Clínica Brasília de Psicologia ou AQUI.

  •    Uma lista de 20 grandes filmes existenciais, belíssimos, delicados, intensos, profundos e reflexivos. Pensar no valor da vida, na escala social que diferencia pela posição de classe, no sentido de nos adpatarmos a um mundo neurótico e alienante... Quem é cada um em seu mundo particular, na beleza de sua singularidade, surpreendente em...   (continua)

  •    O vídeo de Todd Sandler homenageia Steven Spielberg -no recebimento do prêmio David O. Selznick- recopilando cenas da cada uma dos filmes nos quais Spielberg participou como produtor, produtor executivo e/ou diretor. Não me considero particularmente fã de Spielberg, mas após ver o vídeo reconheço nele um monte de filmes que venho desfrutando com prazer ao longo de toda a vida. Fonte:  AllThingsD.

     

  • “Qual é afinal este laço que nos une,
    Essa coisa indefinível
    Para onde vão esses destinos que se atam
    Para nos tornar inseparáveis
    A vida é uma dança
    Que todos precisamos executar
    O que a música exige?
    (continua)

  •    Rafael Belvedere (Ricardo Darín) está em crise, pois assumiu muitas responsabilidades e não tem mais tempo para qualquer tipo de diversão. Boa parte de seu tempo é gasto no gerenciamento do restaurante fundado por seu pai, no qual até tem um relativo sucesso, mas sem nunca conseguir escapar da sombra de seu pai.   (continua)

  •    Por milhares de anos, em diferentes culturas, os céus são concebidos como um documento onde se registra a ação divina. Mas nas eras de um tempo recente, a astronomia se tornou um campo específico de ciência, em seu sentido cartesiano de hipótese-método-teste-prova-tese-hipótese... Ainda assim, o fascínio pelo céu...   (continua)

  •   Dirigido por Bennett Miller, vencedor do prêmio de melhor diretor no Festival de Cannes, o filme conta a história real do campeão olímpico de luta greco-romana, Mark Schultz (Tatum). Ele é convidado pelo herdeiro milionário John du Pont (Carell) para se mudar para sua mansão e ajudar a formar o centro de treinamento Team Foxcatcher, na Pensilvânia, visando aos Jogos Olímpicos de 1988, em Seul. Lá, ele mata a tiros David Schultz (Mark Ruffalo), medalista de ouro na luta greco-romana nas Olimpíadas de Los Angeles em 1984...   (continua)


  •             Paradoxo, humor e mudança!

  •       Pálido Ponto Azul (Pale Blue Dot) é uma famosa fotografia da Terra feita pela sonda Voyager 1 em 1990. Essa foto acabou inspirando Carl Sagan a escrever o livro 'Pale Blue Dot: A Vision of the Human Future in Space' (1994).
          Em 2006, no documentário "An Inconvenient Truth" (Uma Verdade Inconveniente) de Al Gore, aparece a foto do "Pálido Ponto Azul" no final do filme.

  •       Este filme documentário é baseado no livro best-seller A Filha de Galileu, de Dava Sobel.

          Revela uma nova face do famoso cientista.


  •      O que acontece quando Ciência e Religião falham como instrumentos de explicação ou conforto para um homem comum imerso em uma sequência de desgraças que peversamente se sincronizam? Onde falham a Ciência e a Religião ao tentar dar conta da presença do "Mal" no cotidiano? Esses são os temas centrais do intrigante e provocativo filme dos irmãos Coen “Um Homem Sério” (A Serious Man, 2009).

        O protagonista do filme, Larry Gopnik, é um homem decente. Mas ele é também um homem incerto. Ele deseja ser "um homem sério", mas parece incapaz de encontrar a certeza espiritual necessária. Quanto mais ele procura esta certeza, mais evasivo ela se torna, criando uma série de situações tragicômicas.   (continua)

  •      Após estrear no cinema, em 1999, com o excelente "Nós Que Aqui Estamos Por Vós Esperamos", Marcelo Masagão realizou, em 2001, o não menos brilhante documentário "Nem Gravata, Nem Honra" - que recebeu uma distribuição ainda pior do que a de seu primeiro longa. Sua mais recente obra "1,99 - Um Supermercado que Vende Palavras", é um trabalho que não deveria ser visto apenas por meia dúzia de cinéfilos, mas que merecia ser adotado como experiência obrigatória em todas as faculdades do país.    (continua)

  •      A suprema felicidade - Eliane Brum

         Ao assistir ao novo filme de Arnaldo Jabor, “A Suprema Felicidade”, fiquei desesperada porque não tinha uma caneta e um bloquinho. Eu nunca ando sem uma caneta e um bloquinho. Mas assisti ao filme na abertura do Festival de Cinema do Rio, na quinta-feira, vestida para festa e com uma daquelas bolsas ridículas onde mal cabem o batom e o dinheiro do táxi.

         Um problema quando ouvimos uma frase realmente ótima e tudo o que encontramos para retê-la é um bastão com algum nome bizarro como “beijo fatal”. Tive de apelar para a minha péssima memória porque há no filme algumas frases imperdíveis. Daquele tipo essencial, tão boas que parecem simples e até óbvias e você quer morrer por nunca tê-las escrito.   (continua)
     

  •      O filme Tropa de Elite 2, do diretor José Padilha, será o representante do Brasil na disputa por uma indicação ao Oscar de Melhor Filme Estrangeiro, decidiu hoje uma comissão do Ministério da Cultura.

         Sucesso nas bilheterias dos cinemas brasileiros, Tropa de Elite 2 é uma sequência do título original de 2007 e conta a história de Roberto Nascimento, capitão do Batalhão de Operações Policiais Especiais (Bope) da Polícia Militar do Rio de Janeiro no primeiro filme que, na sequência, ocupa a patente de coronel e um cargo na Secretaria de Segurança Pública do Estado.     (Ver Post Completo)

  •      Curta-metragem, ou simplesmente curta, é um filme de duração inferior a trinta minutos, havendo no entanto quem, para o classificar, estabeleça um padrão variável de mais ou menos dez minutos. O termo começou a ser utilizado nos Estados Unidos na década de 1910, quando boa parte dos filmes começava a ter durações cada vez maiores.

         O gênero que mais utilizou o formato de curta-metragem foram as animações. Ainda hoje há muitos filmes com acção ao vivo (live-action) e de animação produzidos como curta-metragem, havendo inclusive um premio dos Oscar para cada tipo. Formato bastante difundido e em expansão no Brasil desde os anos 70, a curta-metragem é também adoptada em documentários, filmes de estudantes e filmes de pesquisa experimental.

         (Ver Post Completo)

  •      Este curta metragem clássico, documentário, foi realizado em 1989 e passa a visão de como a economia gera relações desiguais entre os seres humanos. Uma triste realidade que não mudou até os dias atuais. O diretor Jorge Furtado diz ter realizado esse curta inspirado em suas leituras de Kurt Vonnegut, escritor estadunidense de ascendência germânica que usou em seus escritos de ficção uma visão de realidade fantástica, fruto das tragédias pessoais que vivenciou.

    (Ver Post Completo)
     

  •      A era da estupidez mostra a que ponto chegou a destruição ambiental no mundo e alerta para a responsabilidade de cada indivíduo em impedir a anunciada catástrofe global. Misturando documentário e ficção, o filme é estrelado pelo ator indicado ao Oscar, Pete Postlethwaite, que interpreta um velho sobrevivente no devastado mundo de 2055. Ao analisar cenas das muitas tragédias ambientais ocorridas no início do século 21, ele se pergunta por que os seres humanos não se salvaram quando ainda tinham a chance. Vale a pena ver.

    Ficção (?) - Direção: Franny Armstrong / 2009

Copyright 2011-2021
Todos os direitos reservados

Até o momento,  18556510 visitas.
Desenvolvimento: Criação de Sites em Brasília