Aguarde por gentileza.
Isso pode levar alguns minutos...

 

Getty Images disponibiliza 35 milhões de imagens gratuitas

Enviado por Gilberto Godoy
getty-images-disponibiliza-35-milhoes-de-imagens-gratuitas

  O Getty Images, um dos maiores bancos de imagens do mundo, disponibiliza 35 milhões de imagens para uso gratuito na internet. A ferramenta que permite a internautas incorporar e compartilhar suas imagens em sites, blogs e mídias sociais de maneira similar que os vídeos do YouTube podem ser incorporados, disse a empresa.

  Segundo o site “PCWorld”, a capacidade de incorporar imagens funciona em qualquer site baseado em HTML, e as imagens podem ser compartilhadas em plataformas sociais, incluindo Twitter e no blog da plataforma WordPress, que tem cerca de 75 milhões de usuários, disse a Getty.

  As incorporações estão disponíveis gratuitamente para uso não-comercial e incluirão o crédito do fotógrafo, bem como um link para o site da Getty, onde as imagens podem ser licenciadas para uso comercial. A nova fórmula de divulgação proporcionará às pessoas uma maneira simples e legal para utilizar o conteúdo respeitando os direitos dos criadores, ao mesmo tempo que também inclui a possibilidade da Getty gerar receitas de licenciamento.

  No entanto, o conteúdo incorporado só pode ser utilizado para fins editoriais, de acordo com seus termos de uso. As imagens não podem ser utilizadas para qualquer fim comercial, como, por exemplo, em publicidade, promoções ou merchandising, ou para sugerir qualquer apoio ou patrocínio. Uso de forma difamatória, pornográfica ou ilegal também não é permitido.

  “Tornar a grande maioria de imagens da Getty Images utilizáveis de modo embutido é uma forma de se adaptar à era da auto-publicação”, disse Hugh Pinney, vice-presidente editorial da Getty para Europa, Oriente Médio e África.

  “As pessoas estão publicando e consumindo imagens de uma forma que não se encaixa nos modelos de licenciamento tradicionais. A Getty carece de uma presença no mercado de auto-publicação. E incorporar a ferramenta é uma forma da Getty evoluir”, declarou.

  A ferramenta de incorporação tem o potencial para rentabilizar as imagens que hoje podem ser facilmente baixadas apenas clicando no botão direito do mouse e salvas”, diz Pinney. “Quando as pessoas fazem isso, a Getty não tem qualquer controle sobre o que acontece com as fotos. Quando a imagem é incorporada, no entanto, a Getty obtém a capacidade de controlar a forma como é usada, além da frequência deste uso e de quais aplicações elas estão tendo”.

  Como ‘não existe almoço grátis’, a Getty reserva-se o direito para si e para terceiros de coletar dados relacionados ao uso do visualizador embutido e incorporado de conteúdo da Getty Images em benefício da empresa, de acordo com os termos de uso. A empresa também “reserva-se o direito de colocar anúncios no visualizador embutido ou de rentabilizar seu uso, sem qualquer compensação” para os usuários.

  “Sites que, por exemplo, estampam anúncios do Google ou de outra empresa de publicidade também estão autorizados a começar a usar a ferramenta de incorporação”, disse Pinney. “Isso não significa porém que esses sites entreguem os dados recolhidos através das incorporações para uso da Getty”, esclareceu.

  Perguntado se os usuários deveriam estar preocupados com sua privacidade, Pinney respondeu: “Não somos uma empresa maquiavélica, de modo algum. Estamos apenas rastreando dados”.

     Clique no link para acessar: Getty Images disponibiliza 35 milhões de imagens para uso on-line gratuito 

Comentários

Comente aqui este post!
Clique aqui!

 

Também recomendo

  •      O marinheiro que protagoniza a famosa fotografia pós segunda-guerra mundial, em que aparece beijando uma enfermeira de nome Edith Shain, em Times Square, ganhou finalmente uma identidade. A história é conhecida e contada de uma forma simples. Um marinheiro norte-americano, assim que soube que a Segunda Guerra Mundial tinha terminado, agarrou-se a uma enfermeira que...   (continua)


  •    Todos queremos ser bons fotógrafos. Aqui vão dez pequenos truques que servem ao fotógrafo amador ou ocasional de câmera compacta e de celular. É quase certo que após estas dicas terá fotos que serão bem melhores do que as que consegue hoje.   (continua)


  •      Você gosta de fotografia? Pois não pode perder este post. O site Alafoto disponibiliza, para uso não comercial, cerca de 2 mil imagens de sete grandes fotógrafos da história. As fotografias cobrem o período de 1920 a 2010. Fazem parte da galeria, os norte-americanos Ansel Adams, um dos responsáveis pela aceitação da fotografia como forma de arte...   (continua)


  •    A melhor coisa sobre fotografia de estradas e rodovias é que ao final o espectador pode ter novas impressões ainda não captadas pelo próprio fotógrafo original. Este tipo de fotografia nos permite congelar um desses momentos únicos e sonhar de olhos abertos focalizando a atenção em onde e para onde vão os sonhos e dramas das pessoas que cruzam estas estradas.   (continua)


  •      Qual a beleza de um olhar? Através de um conjunto de fotografias macro, podemos admirar a verdadeira beleza e complexidade do olho humano. O padrão aparentemente simples e uniforme, quando observado mais de perto, transforma-se e revela-nos uma complexidade de cores e formatos verdadeiramente extraordinários.

         Fonte: rankin portfolio


  •    Esta imagem corresponde à nova versão da Blue Marble que acaba de ser lançada pela NASA. Segundo eles, trata-se da "imagem mais surpreendente e com maior resolução jamais feita da Terra", superando com sobras a edição de 2010 e a original, aquela que podem ter visto uma e outra vez como o fundo de tela padrão do iPhone.    (continua)


  •    Através das imagens do fotografo britânico Ben Hall podemos apreciar a inquestionável beleza que a Natureza nos oferece. Embora a maioria seja tirada nas ilhas britânicas, Ben também já esteve a fotografar na Patagónia (Argentina) e na África do Sul. Apaixonado pela...   (continua)


  •    Quando a guerra começou no final dos anos 30, a população mundial era de aproximadamente 2 bilhões. Em menos de uma década, a guerra entre as nações do Eixo e os Aliados resultou em cerca de 80 milhões de mortes, matando aproximadamente 4% de todo o mundo. Neste momento...   (continua)


Copyright 2011-2020
Todos os direitos reservados

Até o momento,  1 visitas.
Desenvolvimento: Criação de Sites em Brasília