Aguarde por gentileza.
Isso pode levar alguns minutos...

 
Filtro:
literatura [x]
  •      Entre os problemas que um casal enfrenta durante sua relação, sempre há aqueles relacionados ao dinheiro. As divergências nos perfis investidor e consumidor de cada um podem trazer conflitos no orçamento e na hora de fazer planos para o futuro e a independência financeira.   (continua)

  •    Segundo os filósofos, 'aquilo em que um homem acredita, acaba sendo a sua realidade'. Durante anos eu disse que não era mecânico e não era mecânico. Ao dizer que não sabia sequer distinguir uma ferramenta de outra, fechava-se as portas de um mundo de luz. Tinha de haver alguém para consertar os meus aviões para que eu pudesse voar.   (continua)

  •       "Esse espanto perante a ordem é a primeira inspiração da ciência. Quando um cientista enuncia uma lei ou uma teoria, ele está contando como se processa a ordem, está oferecendo um modelo de ordem. Agora ele poderá prever como a natureza vai se comportar no futuro. É isto que significa testar uma teoria...   (continua)

  •   ​"Sócrates? Agora imagina a maneira como segue o estado da nossa natureza relativamente à instrução e à ignorância. Imagina homens numa morada subterrânea, em forma de caverna, com uma entrada aberta à luz; esses homens estão aí desde a infância, de pernas e pescoços acorrentados, de modo que não podem mexer-se nem ver senão o que está diante deles...   (continua)

  •    Este vídeo é parte do tour guiado da Revista Nova Escola na exposição de Machado de Assis no Museu da Língua Portuguesa em São Paulo. Vale a pena! De Machado, sugiro, especialmente, o conto 'A teoria do Medalhão'. Traz uma análise do comportamento de alguns membros da sociedade.   (continua)

  •    Quando menina, eu não tinha muitos livros. Na verdade, até os seis anos de idade não tinha nenhum. Foi aí que alguém presenteou a nossa família um exemplar de: O Pequeno Príncipe. Assim se deu a minha estreia no mundo sem precedentes da literatura, e do principezinho…   (continua)

  •    O dramaturgo inglês Richard Olivier encontrou uma maneira inovadora de dar continuidade ao legado de seu pai, o ator britânico Laurence Olivier, um dos maiores intérpretes da obra de William Shakespeare. Há cinco anos, Richard começou a dar aulas sobre o Grande Bardo a executivos de empresas multinacionais. É preciso motivar seus funcionários? Henrique V neles.   (continua)

  •    Tenho um amigo jornalista que adora fazer listas de preferência: os 10 mais de todos os tempos, os 100 piores, os 1000 imperdíveis, e por aí vai. Desconfio que ele se sinta em êxtase até mesmo quando a esposa coloca em suas mãos uma reles lista de compras do supermercado.   (continua)

  • "Ser ou não ser, eis a questão.
    O que é mais nobre? Sofrer na alma
    As flechas da fortuna ultrajante
    Ou pegar em armas contra um mar de dores
    Pondo-lhes um fim? Morrer, dormir
    (continua)

  •      "Esse espanto perante a ordem é a primeira inspiração da ciência. Quando um cientista enuncia uma lei ou uma teoria, ele está contando como se processa a ordem, está oferecendo um modelo de ordem. Agora ele poderá prever como a natureza vai se comportar no futuro. É isto que significa testar uma teoria: ver se, no futuro, ela se comporta da forma como o modelo previu."   (continua)

  •    A moral política não pode proporcionar à sociedade nenhuma vantagem durável, se não for fundada sobre sentimentos indeléveis do coração do homem. Toda lei que não for estabelecida sobre essa base encontrará sempre uma resistência à qual será constrangida a ceder. Assim, a menor força, continuamente aplicada, destrói por fim um corpo que pareça sólido, porque...   (continua)

  •    "As qualidades que eu admirava no meu pai eram a sua brandura, a sua firme recusa em se desviar de qualquer decisão a que tinha chegado, a sua completa indiferença às falsas honrarias; o seu esforço, a sua perseverança e vontade de ouvir atentamente qualquer projecto para o bem comum; a sua invariável insistência em que as recompensas devem depender do mérito; o seu hábil sentido de oportunidade para puxar ou soltar as rédeas...   (continua)

  •      Muito interessante este link para os que gostam de literatura. Vale a pena!

          http://revistaescola.abril.com.br/swf/jogos/jogoLiteratura/
     

  •    Shakespeare é um convite a descoberta de um mundo peculiar, complexo, cheio de mistérios e com um fundo psicológico espantoso. Entender o ser humano em suas particularidades, fraquezas, forças, seus gozos e angústias é, no fundo, tentar entender a nós mesmos. Um caminho que vale a pena! (continua)

  •    No último dia 12 de julho, a livraria Travessa do Leblon recebeu o evento de lançamento do livro “O Mundo é Um Palco”, organizado pela equipe de Liana Leão, professora do Departamento de Letras da UFPR. O volume faz parte das celebrações dos 400 anos da morte de William Shakespeare e...   (continua)

  •    Miguel de Cervantes e Willian Shakespeare ajudaram a delinear a arte que temos hoje, cada um ao seu modo. Viveram ao mesmo tempo e, há 400 anos, morreram com poucos dias de diferença, ambos em 1616.   (continua)

  •    Desde o primeiro aninho, ainda no colo da mãe, a criança deve entrar em contato com o livro. É preciso que a criança toque no livro, folheio-o, cheire-o. Atualmente há milhares de livros maravilhosos, atraentes, encantadores bem ao gosto de cada etapa infantil. Estão se multiplicando também  os escritores de literatura infantil.   (continua)

  •    O título do livro que Luís Flávio Sapori e Gláucio Ary Dillon Soares lançam hoje em Belo Horizonte, pela Autêntica e Editora PUC Minas, é uma pergunta: 'Por que cresce a violência no Brasil?'. Uma indagação que, em tempos pós-eleição, se torna bastante relevante. Sempre percebida pelos cidadãos como uma das maiores preocupações no dia a dia, a violência fez parte dos debates eleitorais com muitas propostas e dados, mas o tema não foi esgotado. O propósito do livro é exatamente criar uma base de informações confiáveis e análises que permitam ao leitor compreender esse complexo fenômeno social.   (continua)

  •    A grande maioria dos escritores encontra dificuldades para a publicação de seus livros. A primeira é financeira. As editoras têm um alto custo, muitas vezes, fora do alcance das possibilidades econômicas do escritor. Torna-se difícil conseguir patrocínio. Outra dificuldade é a venda dos livros. Os escritores do interior do Estado, afastados dos grandes centros, se deparam com barreiras instransponíveis.   (continua)

  •      A canadense Alice Ann Munro, de 82 anos, foi anunciada na manhã desta quinta-feira (10) como a vencedora do Nobel de Literatura 2013. A escolha foi divulgada em um evento na cidade de Estocolmo, na Suécia. Além do título, a escritora ganha também 8 milhões de coroas suecas (US$ 1,25 milhão).   (continua)

Copyright 2011-2024
Todos os direitos reservados

Até o momento,  112727420 visitas.
Desenvolvimento: Criação de Sites em Brasília